O que é Crédito Consignado?





Saiba aqui o que é crédito consignado e como ele funciona.

Criado no ano de 2003, o empréstimo consignado é uma das diversas opções de crédito disponíveis no mercado. Voltado para aqueles que possuem algum benefício ou recebem provimentos em folha de pagamento, este é oferecido por bancos, ou empresas especializadas na oferta deste produto. O cálculo para liberação do valor é feito através da “margem” do beneficiário. Este é, basicamente, trinta e cinco por cento do recebimento de proventos, valor máximo permitido para liberação de credito.

Este se torna atrativo pelos juros menores e a facilidade de obtenção, já que as parcelas são descontadas automaticamente. A imensa maioria dos beneficiados são idosos, já aposentados, que recebem seus benefícios através do INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social – ou pelos estados. Para conceder este produto, as empresas devem firmar convênios, seja com o INSS ou com os governos estaduais. O empréstimo consignado também se mostra uma boa opção, pois não consulta os órgãos de proteção ao crédito, como o SPC ou SERASA. Isto porque os bancos e financeiras tem a garantia de recebimento das parcelas, pelo motivo citado anteriormente, pois as parcelas são debitadas automaticamente.

Veja também:  Crédito Consignado FGTS - Como Funciona



Porém, não é apenas os idosos que podem tomar este crédito. Funcionários de empresas que recebe em folha de pagamento, por carteira assinada, também pode receber. Os bancos oferecem parcelas fixas e não exigem que o tomador do empréstimo justifique a sua finalidade. O prazo para pagamento é menor que aqueles que possuem um benefício, porém, se mantém uma taxa de juros menor, e a rapidez na liberação do dinheiro. Muitas das empresas que oferecem o empréstimo consignado, também possibilitam que, após quitar uma parte do valor devido, o tomador refinancie este valor: volte a pagar do início e receba uma parte do valor novamente, para gastar da forma que necessita, se tornando interessante aos que já não possuem mais “margem consignável” para negociar.

Veja também:  Abono Salarial PIS 2018-2019 - Quem Tem Direito, Como Sacar, Datas de Pagamento

Outro produto bastante popular neste mercado é o cartão de crédito consignável. Basicamente é um cartão, na função crédito, que possibilita o parcelamento das contas, com um limite baseado no seu benefício. Ele é internacional, podendo ser usado no Brasil ou em outros países. Neste, também é oferecido um valor para empréstimo – cerca de cinco por cento da “margem” – porcentagem que complementa os trinta por cento (limite máximo exigido por lei). Aos que já possuem conta em banco, a liberação fica ainda mais fácil, podendo ser realizada pelo celular, através do internet banking, ou pela agência, conversando diretamente com o gerente. O relacionamento com a instituição financeira pode ser primordial para a liberação ainda mais rápida do montante desejado.


Ao consultar uma empresa para contratação deste produto, é importante verificar se a mesma possui CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – e endereço comercial fixo. Se a mesma está autorizada a prestar este serviço e possui parceria com o seu órgão de pagamento, ou empresa. Nenhuma destas solicita depósito antecipado, pois os encargos já são embutidos no empréstimo. Desconfie se, neste, é exigido algum “fiador”. Nenhum empréstimo consignado se exige uma pessoa para avalizar, já que o banco ou financeira faz o desconto direto na folha salarial, evitando imprevistos no pagamento das parcelas.

Veja também:  Crédito Consignado FGTS - Como Funciona

Apesar da facilidade, é importante analisar se este dinheiro é realmente necessário, já que isto se torna uma dívida, que pode ser de curto prazo, em parcelas menores, ou a longo prazo, em parcelas maiores. Apesar do valor menor, optar por pagar por mais tempo, pode apertar seu orçamento. Mesmo com a oferta de bancos e outras empresas, o empréstimo consignado pode se tornar um vilão, já que em certo momento sua “margem” pode estar comprometida, e você impossibilitado de tomar um “novo crédito”, deixando de receber parte de seu salário no pagamento desta conta.

Por Leandrinho de Souza



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *