Tabela do Fator Previdenciário 2017





Veja aqui a tabela do Fator Previdenciário 2017.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já divulgou a Tabela de Mortalidade sobre o ano de 2015. A tábua é usada para se fazer a atualização do fator previdenciário. Conforme informado, a expectativa de vida se encontra em 75,5 anos. Em relação ao ano de 2014 temos um aumento de três meses e duas semanas. Com isso, os segurados que pretendem se aposentar por tempo de contribuição (INSS) terão que trabalhar cerca de 55 dias a mais para que seja possível compensar o desconto da tabela atualizada.

Segundo Newton Conde, especialista em previdência (Fipecafi –FEA/USP), a diferença apresentada em 2016 aponta para uma redução na faixa de 0,70% em relação a última tabela, sendo que ficou bem perto da redução de 2015. Na época a média para os benefícios ficou em 0,65%.

Veja também:  Novas Regras de Aposentadoria Provocam Aumento dos Pedidos

Em outras palavras isso quer dizer basicamente que se, por exemplo, o segurado fizer o pedido do benefício agora em dezembro, o valor do mesmo será menor do que o apontado na tabela antiga. Se ele quiser chegar ao mesmo valor do benefício que receberia em novembro (tabela antiga) ele deveria aguardar até o mês de fevereiro de 2017. Ou seja, contabilizando dois meses a mais de contribuição.

O Fator Previdenciário

O uso do chamado fator previdenciário é aplicado somente naquelas aposentarias que respeitam o tempo de contribuição. Nessa modalidade é requerido 30 anos de contribuição para as mulheres e 35 anos de contribuição para os homens. Para se chegar ao valor do benefício, o INSS obtém uma média. Ela é composta com os 80% maiores salários de contribuição contabilizados desde o mês de julho de 1994. Dessa data até hoje ele é composto por 269 recolhimentos. Isso quer dizer que para se chegar a média, os 215 maiores salários são usados enquanto que os 54 menores são desconsiderados.

Veja também:  Novas Regras de Aposentadoria Provocam Aumento dos Pedidos




Só depois de fazer essa conta é que o INSS de fato aplica o fator. Este por sua vez varia de acordo com a idade e também com o tempo de contribuição do segurado. Em tese, quanto mais novo for o contribuinte, maior será o desconto no benefício.

A aposentadoria por tempo de contribuição e o fator previdenciário atualmente passam por uma fase de incertezas devido a Reforma Previdenciária. Caso a proposta para a criação de uma idade mínima seja ratificada, automaticamente manter esse tipo de benefício perderá o sentido. O mesmo se aplica a chamada fórmula 85/95, que permite ao segurado o recebimento do benefício integral. Nesse ponto ainda se aguarda a proposta oficial por parte do governo.

Veja também:  Novas Regras de Aposentadoria Provocam Aumento dos Pedidos

Por Denisson Soares



 

Cadastre gratuitamente o seu currículo em nosso site. Clique aqui


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *