Dicas do que fazer se você for demitido




Saiba perceber os sinais de uma possível demissão e o que fazer se ela acontecer

O profissional pode trabalhar em uma determinada empresa há anos, não ter problemas com os colegas de trabalho e também dar conta das suas tarefas. Mas em um momento ou outro ele certamente vai pensar: “Será que vou ser demitido?”. Esse pensamento pode se tornar ainda mais recorrente quando a situação econômica não vai bem e o mercado de trabalho começa a “expulsar” profissionais. Por isso, selecionamos alguns sinais que podem indicar se o profissional está na linha de frente da demissão e o que fazer para passar por essa fase nada fácil. Confira:

– A saúde financeira da empresa:


Em muitos casos o corte de pessoal é a primeira saída que a empresa vê quando sua saúde financeira não vai bem. Nesse caso, não há um padrão adotado por todas as empresas para demissão. Algumas mandam embora quem tem mais tempo de casa outras quem tem menos. De qualquer forma é bom ficar de olho.

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer

– A empresa foi vendida:

Muitas vezes com a troca de donos o novo tende a usar seus próprios profissionais e descartar os da empresa comprada. Afinal de contas é mais fácil trabalhar com quem já se conhece.


– Seu chefe está diferente:

A mudança de comportamento do superior em relação ao seu subordinado pode indicar que algo não vai bem. Quando o chefe passa a atribuir funções suas a outros profissionais, deixar sua opinião de lado dentre diversas outras coisas o mais indicado – além de saber o que está fazendo de errado – é colocar o currículo em dia e se preparar para procurar um novo emprego.

Fiquei desempregado… E agora?!!

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer

– Saia da zona de conforto:

Ao ser demitido o profissional fica, em muitos casos, chateado. Pode ser pelo salário que não vai ter mais ou por gostar a empresa em que trabalhava. Porém, no lugar de ficar se lamentando a dica é voltar o foco para empresas que tenham características semelhantes ou até melhores. Talvez essa seja uma boa chance para crescer profissionalmente.

– Vá para fora do país:

É estranho pensar que alguém demitido pode simplesmente fazer as malas e ir viajar. Entretanto, caso o profissional tenha uma reserva financeira ou ainda uma outra fonte de renda talvez seja um bom momento para investir em um intercâmbio e adquirir vivência internacional. Fazer cursos e conhecer novas modalidades ou outras profissões também se enquadram nesse ponto.

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer

– Não perca tempo:

Muita gente espera ser demitido para começar a procurar um novo emprego. A dica é começar a distribuir currículos assim que souber da demissão. Aí vale de tudo: Entrar em contato com amigos que estão na ativa, ver se sua antiga concorrente não está precisando de um profissional como você e por aí vai.

O certo é que não há sinais determinados para saber se o profissional vai ou não ser demitido. De qualquer forma, durante o período em que estiver na empresa ele deve sempre se preparar para isso. Seja fazendo uma reserva financeira, se qualificando tanto quanto puder ou simplesmente mantendo bons contatos profissionais.

Por Denisson Soares

Empregos relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *