Emprego ou estágio, o que devo escolher?



Ser estudante universitário é algo bom, mas às vezes nos traz instabilidade. Um grande exemplo disso é você estar trabalhando e em um determinado momento precisar deixar seu trabalho para enfrentar um estágio na sua área de formação. Este com certeza é um paradigma enfrentado por muitos estudantes universitários.

Muitas vezes a questão nem sempre é trocar o certo pelo duvidoso, mas, sim, fazer escolhas certas que construirão um sonho futuramente. Mesmo assim, é necessário ter certeza de seus objetivos e da carreira que você quer construir, além de ter plena consciência de que qualquer escolha implica em algumas perdas, mas também tem alguns ganhos.

Veja também:  Vagas de Estágio Abertas na Dinap - Maio 2018


Se você só pensar no salário, então é melhor nem mudar. Aquele que tiver certeza do que quer, trocará o emprego pelo estágio sem nenhum problema, mesmo que a remuneração seja inferior ao do emprego atual.

É claro que essa decisão deverá ser baseada em algum tipo de experiência, no qual o estágio seja capaz de oferecer ao estudante. Nesse caso, entra em jogo todas as atividades que o acadêmico deverá desenvolver no estágio.

É interessante que o estudante investigue se o programa de estágio é algo bem elaborado. O que tem que valer é o aprendizado e não valor da remuneração.



O estudante também deve pensar que, talvez, o seu emprego atual não traga nenhuma experiência para a sua formação e que, nesse caso, ele deve sim ser trocado por um estágio. Para isso, é necessário ele se planejar, pois irá trocar metas de longo prazo (emprego atual) por metas de curto prazo (estágio).

Veja também:  Empregos em Telemarketing - Vagas na Atento

Segundo especialistas no assunto, as empresas estão em busca em um perfil de estagiário com as seguintes características: aqueles que têm melhor desempenho na faculdade, ou seja, melhores notas; que tem facilidade em agregar conhecimento teórico ao conhecimento prático; que tenham um comportamento ético, ou seja, que saibam de seu papel tanto dentro quanto fora da empresa.

Por Daniela Almeida da Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *