Como reagir após uma demissão

Anuncie sua vaga.

  

Você está super feliz em seu trabalho, quando, no final do expediente, seu chefe o chama na sala dele. Sua primeira reação é um frio na barriga. Logo quando você entra na sala, ele já vai te dando a notícia: "você está demitido". Neste momento, a coisa mais correta a fazer é aceitar e sair da sala tranquilamente.

Mas quando você chega em casa a coisa pega. Parece que seu mundo caiu depois dessa notícia. Você se lembra que tem contas para pagar, despesas para fazer todos os meses, e é aí que bate aquele desespero.

Não é assim que as pessoas se sentem? Bom, existem algumas pessoas que encaram isso de uma forma diferente, como se fosse um processo natural que passará e que logo depois virá outro emprego, outra oportunidade. Mas, infelizmente a maioria das pessoas ainda não pensam assim. 

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer

Parece que toda uma vida girava em torno daquele emprego e se entregam ao sofrimento. Isso é muito conhecido como "síndrome pós-demissão", que nada mais é do que um sofrimento psíquico causado pela perda. O que fazer nessa hora?

1- Primeiramente, você deverá absorver essa notícia de qualquer forma e tentar fazer uma reflexão sobre os verdadeiros motivos que o levaram até essa situação;

2- Em seguida, você pode tentar tirar uns dias de férias para descansar, desestressar e colocar suas ideias em dia. Dessa forma, você não transparecerá nas próximas entrevistas que esteve frustrado.




3- Tire um dia para organizar seu currículo e analisá-lo. Você pode acrescentar mais informações e cadastrá-lo em sites de emprego na internet.

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer

4- Se desejar, faça mais cursos para aprimorar seu currículo. Um bom curso de idiomas será muito bem-vindo.

5- Pesquise novas vagas de emprego e peça referências de empresas com vagas abertas.

6- Nunca desamine e confie sempre nas suas competências e no seu potencial. Saiba que todos estão sujeitos a uma demissão e isso não precisa ser uma consequência ruim.

Por Daniela Almeida da Silva


 

Cadastre gratuitamente o seu currículo em nosso site. Clique aqui






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *