O que vale mais: um curso técnico ou um curso livre?

Categorias: 2014 - Curso - Curso Capacitação - Curso Técnico - Cursos Profissionalizantes - Cursos de Qualificação Profissional - Dicas

Hoje em dia, as empresas estão cada vez mais exigentes no que diz respeito ao recrutamento de pessoas para preencher os postos de trabalho em aberto. Perante a esta situação, muitas pessoas tem perdido a chance de ingressar em empresas boas pelo fato de não estarem profissionalmente preparadas para os desafios referidos ao novo cargo.



Este assunto tem gerado muitas dúvidas e uma delas é relativa à que tipo de curso é mais frutífero para o atendimento das necessidades do mercado de trabalho: um curso livre ou um curso técnico. Bem, nem sempre a resposta é fácil. Para você decidir qual curso fazer, deverá ponderar quais os benefícios de cada um.

Os cursos livres são rápidos e fundamentados em ideias práticas, isto é, são cursos de aperfeiçoamento e são especialmente dirigidos às pessoas que desejam aprender de forma objetiva novas aptidões para enfrentar os revezes de um novo posto.

Precisa-se salientar que esta modalidade de curso raramente confere certificados, sendo emitidos para os seus participantes somente comprovante de participação no curso. Outros benefícios dos cursos livres é que eles não exigem escolaridade e a duração depende de você, de quanto tempo disponibiliza aos seus estudos.



Os cursos técnicos são mais abrangentes e com certeza possuem mais credibilidade perante o empregador. Os cursos desta modalidade tem duração entre dois e três anos e são dirigidos à pessoas que tenham concluído ensino médio.

Também há cursos que aceitam participantes que estiverem cursando ensino médio, assim, o estudante pode aperfeiçoar-se para o mercado ao mesmo tempo que conclui os seus estudos regulares. Uma das grandes vantagens de fazer um curso técnico é que eles não são dirigidos somente aos jovens, pessoas de mais idade podem assistir cursos técnicos, eles favorecem quem está à procura de novos horizontes laborais e também quem está procurando uma recolocação no mercado de trabalho.

Como foi visto, ambos tipos de curso podem trazer maiores possibilidades de emprego e de realização pessoal, no entanto, você é quem deve decidir qual se adequa mais a sua realidade profissional e quanto tempo dispõe para estudar.

A demanda das empresas, no que diz respeito ao setor de recursos humanos, gira em torno à profissionais capacitados na sua área de atuação, por isso, seja qual for a sua escolha, saiba que estará sendo visto com bons olhos, pois investir em um curso de formação significa que o trabalhador está interessado pelo seu desenvolvimento profissional.

Por Melina Mariel Menezes Pereda



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *