TRT determina aumento de salário para profissionais TI (SP) 2014

Categorias: 2014 - Notícias - TRT

Na última segunda-feira, dia 30, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) decidiu julgar o dissídio coletivo promovido pela categoria de profissionais da área de TI do estado de São Paulo.



A sentença promovida pela Justiça do estado acatou as principais reivindicações dos trabalhadores. Dentre os pedidos estavam um reajuste de 7,5%, tornar obrigatória a proposta de Participação em Lucros e Resultados (PLR), aumento de 8% para o piso e vale refeição de R$ 15,00.

É interessante observar que as conquistas obtidas são retroativas ao dia 1° de janeiro, data que foi tomada como data base da categoria. Outro detalhe, é que as empresas também ficaram obrigadas a pagar o dia parado durante a greve, bem como a estabilidade de 90 dias após o julgamento do dissídio também ficou garantida para os funcionários.

Antonio Neto, presidente do Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores de Tecnologia da Informação) ressaltou que está foi uma grande vitória obtida pelos trabalhadores da categoria. Houve diversas tentativas de acordo, mas sem nenhum resultado significativo. Espera-se que com a decisão a categoria possa ser mais valorizada no estado de São Paulo.



Outro ponto importante que acabou influindo na decisão do tribunal foram os números de acordos coletivos que foram celebrados entre o Sindpd e as empresas relacionadas ao setor desde fevereiro deste ano. De acordo com as informações foram mais de 500 assinados e já abrangiam os tópicos determinados no julgamento.

Antonio Neto destaca ainda o fato de que por isso a Justiça entendeu que era possível estender para toda a categoria de profissionais algumas condições que já estavam de fato fechadas com algumas companhias o que, por sua vez, também mostra a viabilidade do mesmo.

Ao todo foram cinco etapas de negociação salarial dos trabalhadores do setor de TI em 2014. A suspensão das reuniões acabou sendo pedida uma vez que não se chegava a acordo nenhum. A parte do sindicato patronal continuou firme em sua posição de oferecer um reajuste de até 6,5%. O índice foi considerado baixo pelo Sindpd. .

Por Denisson Soares



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *