Criação de empregos formais – Setembro de 2012



Houve uma forte redução na criação de empregos formais no país em setembro de 2012, informou os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). A instituição é responsável pelo cadastro de empregos com carteira assinada, e segundo ela o saldo do mês passado é de 150.334 empregos criados. Isso representa o pior resultado na criação de empregos formais no Brasil para esse mês desde setembro de 2001.

Segundo o Ministério do Trabalho apesar de ser o pior setembro em criação de empregos em 11 anos, o resultado deve ser visto como positivo, se compararmos com o cenário internacional.



Ainda, segundo o MTE, a desaceleração da criação de empregos formais no mercado de trabalho nacional é apenas o reflexo do conjunto da atividade econômica do país. Considerando que o PIB também está apresentando resultados inferiores do que as primeiras expectativas do governo.

De acordo com as séries históricas do Caged, setembro de 2012 ficou entre os piores resultados nos últimos onze anos para o mesmo período. Em 2003, o segundo pior resultado para setembro em onze anos, a criação de empregos ficou em 167.312, 17.022 empregos melhor do que esse ano. Em 2001, o pior resultado em onze anos, a criação de empregos ficou em 80.028 vagas.

Por Matheus Camargo



Fonte: Estadão



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *