Desemprego nos EUA – Alta no Índice

Anuncie sua vaga.

  

A crise financeira mundial ainda é sentida em muitos lugares do planeta. Enquanto algumas nações já conseguem enxergar bons caminhos, outras, inclusive desenvolvidas, tropeçam mês a mês para manter a economia nos eixos e assegurar planos futuros concretos, sem especulação.

Iniciado nos Estados Unidos, o colapso ainda ocasiona efeitos diversos, atingindo, por exemplo, o próprio presidente do país, Barack Obama, criticado por muitos por não ter conseguido suprir algumas e atuais carências. Dados divulgados pelo Departamento de Trabalho estadunidense indicam que a taxa de desemprego avançou para 9,8% no mês passado, o maior nível em sete meses.




Apesar desse patamar nada agradável, dados sobre emprego geral de setembro e outubro foram revisados e indicaram geração de 38 mil postos de trabalho a mais em relação ao prognosticado anteriormente. Segundo o UOL, economistas previam criação de 140 mil empregos em novembro e percentual de desemprego em 9,6%.

Por Luiz Felipe T. Erdei


 

Cadastre gratuitamente o seu currículo em nosso site. Clique aqui






Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *