GM Brasil é lucrativa e não deve demitir funcionários, diz vice-presidente

Categorias: Crise - Desemprego - General Motors

A General Motors, uma das mais antigas montadoras automotivas do mundo, pediu concordata. O governo americano já fez um aporte de capital da ordem de US$ 20 bilhões, e ainda colocará mais US$ 30 bilhões na empresa. Dessa forma, deve se tornar o acionista majoritário, com 60% das ações.



De outro lado, existe uma certa preocupação quanto a manutenção dos empregos da GM Brasil, haja vista que lá fora, milhares de funcionários serão demitidos devido ao fechamento de várias fábricas.

Segundo o vice-presidente da GM Brasil, não haverá (a princípio) demissões. De acordo com ele, a GM brasileira é lucrativa, e não fechará fábricas, uma vez que possui bom grau de independência da GM americana.

Esperemos que de fato isso se concretize, ou que outra grande empresa possa assumir as atividades da GM no Brasil, em caso de dificuldades.





Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *