Empresa não é arena de luta livre



São lançadas as metas de venda para o mês. Quem bater a meta terá direito a um prêmio especial. Seu chefe cobra a cada instante os resultados de maneira truculenta. Você precisa entrar no “salve-se quem puder”? 



A competividade é uma característica inerente ao ser humano. Ela o instiga a vencer desafios, a querer ser melhor, a superar a si mesmo e aos outros. Mas transformar a empresa numa arena de luta livre onde tudo e todos vivem numa competição desenfreada não é a melhor maneira de agir. É preciso estimular uma competição saudável, focada em resultados, não uma guerra implacável e sangrenta.

A competição pode ser um motor saudável para a empresa, desde que incentivada na medida certa e de maneira ética.

Veja também:  Erros Comuns em Entrevistas de Emprego - O que não fazer



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *