As inscrições para a formação da terceira turma do programa Start-Up Brasil, já estão abertas. O programa em questão é uma iniciativa governamental desenvolvido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) em uma ação de parceria com diversas entidades aceleradoras.

O Start-Up Brasil tem como principal objetivo dar suporte e apoio a empresas que estão nascendo agora e possuem como base a atividade tecnológica.

O programa tem seu funcionamento pautado em edições. Cada uma tem uma duração total de um ano. De acordo com as informações divulgadas em cada uma das edições são realizadas duas chamadas públicas. Uma tem como objetivo promover a qualificação bem como habilitar aceleradoras e a outra voltada para a seleção de start-ups em rodadas semestrais.

De acordo com a organização do programa, para esta iniciativa serão selecionadas 100 empresas. No caso desta edição, 12 aceleradoras foram escolhidas com objetivo de auxiliar as empresas ainda novas e que forem selecionadas pelo período de um ano.

Um destaque dessa iniciativa é que além das empresas com foco no desenvolvimento de software, também serão aceitas start-ups que atuam no setor de hardware. Os empreendimentos que se enquadrem nos requisitos e que tenham até quatro anos de funcionamento poderão se inscrever. Até 2013, o limite era de três anos para as empresas participantes.

Para esta edição do programa Start-Up Brasil também foram feitas outras mudanças. O destaque fica para o fato de que agora os empreendedores interessados em participar poderão efetuar o preenchimento dos formulários de inscrição online.

No caso da start-up participante ser selecionada a informação é de que deverá receber valores entre R$ 20.000 e R$ 50.000 como investimento privado das entidades aceleradoras. Para pesquisas, capacitação, integração ao mercado e acesso a investidores dentre outros fatores as start-ups contempladas poderão receber até R$ 200.000.

As inscrições podem ser feitas por aqui até a data limite do dia 14 de julho de 2014.

Por Denisson Soares