A Caixa Econômica tem um programa bastante interessante, que é o programa de Aprendizagem. Ele tem como objetivo fornecer capacitação de jovens através de conhecimentos teóricos e práticos, desenvolvendo habilidades para desempenhar uma profissão, além de promover a inclusão social para os que estão em situação de vulnerabilidade sócioeconômica.

Este projeto é um incentivo para o jovem carente da periferia e um incentivo a mais para que ele se capacite profissionalmente em serviços bancários e administrativos, estimulando a prática da cidadania através de valores éticos e profissionais.    

Para participar, é importante que o aprendiz freguente a escola, esteja matriculado no curso de Aprendizagem e tenha freguência comprovada na escola.

O programa Aprendizagem da CEF engloba os seguintes programas: Adolescente Aprendiz e Jovem Aprendiz.

O Adolescente Aprendiz capacita e forma profissionais para as exigências do mercado de trabalho. Os requisitos são: ter idade entre 14 e 16 anos incompletos, renda familiar de até 50% do salário mínimo percapta, escolaridade mínima 9º ano do ensino fundamental ou EJA. 

Terá remuneração de 1 salário mínimo por mês, auxílio-alimentação, vale-transporte, férias, FGTS 2%. Há entidades conveniadas para realizarem a seleção e contratação de adolescentes.

Para maiores informações, acesse http://www14.caixa.gov.br/portal/acaixa/home/trabalhe_caixa/aprendizagem/.

Estes programas ajudam a combater o desemprego, capacitam o jovem aprendiz e o coloca em um bom nível social, dando a ele a possibilidade de trabalhar em uma empresa do Governo, conceituada. E ao conseguir uma colocação, ele adquire conhecimentos, referência e se posiciona socialmente.

Essa 1ª iniciação o dará uma boa base em termos de conhecimentos, habilidades e capacitação, além de abrir futuras oportunidades no mercado de trabalho.

É importante que as empresas ofereçam oportunidade ao jovem aprendiz, fazendo com que ele vislumbre novos horizontes e oportunidades e tenha o sonho de se iniciar no mercado de trabalho.

Ele aprenderá a ter responsabilidade, sociabilização, esforço e interatividade e o seu sucesso dependerá de sua força de vontade, assim poderá alcançar progresso no aspecto social e no trabalho.

Cabe aos pais, escola e professores darem total apoio e incentivo ao jovem, para que ele trilhe o caminho certo e possa vir á ter um futuro promissor.      

Por Marisa Torres