Já foi a época em que as tatuagens eram sinônimo de rebeldia e eram associadas a grupos que causavam desordem e tumultos na sociedade. Atualmente, elas são vistas de uma forma muito mais flexível, e é difícil encontrar alguma pessoa que ainda não tenha se rendido a esta arte.

Dentro do ambiente corporativo esse ainda é um assunto bem debatido, mas que aos poucos vem ganhando espaço e já não influencia negativamente a contratação de um candidato que está em busca de uma oportunidade de trabalho.

Hoje em dia, muitas empresas não têm nenhum tipo de problema em contratar profissionais que possuem tatuagens e piercings. Para os gestores destas empresas, o fato destes profissionais possuírem tatuagens não quer dizer que os mesmos não têm comprometimento com o trabalho ou que eles sejam incompetentes.

Em ambientes ligados à área de comunicação, marketing, publicidade, internet, TI (Tecnologia da Informação), moda, decoração, eventos e os vários segmentos artísticos, as tatuagens são vistas com muita naturalidade e com muita frequência.

Por outro lado, mesmo com uma aceitação maior, hoje muitas empresas ainda possuem algum tipo de oposição com relação às tatuagens, por acreditarem que um colaborador tatuado transmita uma impressão indolente, descuidada, e por isso, elas ainda optam por não contratar profissionais adeptos a este estilo.

O setor bancário, de advocacia, financeiro, hoteleiro e hospitalar, são setores que ainda apresentam algum tipo de resistência aos tatuados, devido à exigência de uma formalidade maior na apresentação dos seus funcionários.

Caso você esteja em busca de uma vaga de emprego e possua tatuagens, é importante que você observe alguns pontos relevantes, para que certos tipos de constrangimentos possam ser evitados no momento da entrevista:

– Verificar se a empresa possui uma cultura muito conservadora, é um ponto muito importante neste primeiro momento;

– Ao ser chamado para uma entrevista, o ideal é tentar esconder suas tatuagens e não usar seus piercings, já que este fato pode prejudica-lo(a) durante o processo de seleção;

– Se você gosta e não abre mão de exibir suas tatuagens e piercings, é importante que você seja sincero com o recrutador durante a entrevista, pois é neste momento que ele estará conhecendo não apenas seu perfil profissional, mas o seu perfil pessoal também.

E caso você já esteja empregado e deseje fazer uma tatuagem e/ou colocar um piercing, pois ainda não tem, siga a regra do bom senso e consulte seus superiores antes de tomar esta decisão. Veja o que eles acham sobre o assunto e se isto não vai de alguma forma te prejudicar futuramente dentro da empresa.

Caso você realmente esteja determinado por fazê-la, ou em colocar um piercing, opte sempre pela discrição, nada de exageros.

Essa expressão artística que outrora era tão discriminada por muitos, hoje em dia é vista pelos recrutadores e empregadores de uma maneira mais natural, sem preconceitos, como uma forma de se expressar sentimentos e ideologias

Por André F.C.