Pesquisa revelou que é preciso ter diversidade entre os gêneros nas lideranças das empresas. As mulheres trazem maior rendimento, evitando fracassos das empresas onde são líderes.

Segundo pesquisas internacionais mulheres que têm participação na decisão de empresas podem melhorar o rendimento econômico, evitando fracassos. No Brasil, o aumento de executivas femininas está em constante evolução, transformando o perfil empreendedor das empresas.

Um estudo realizado na Universidade de Leeds comprova que mulheres que administram seus próprios negócios ou participam de decisões de forma direta de outras empresas, têm 27% menos risco de decretar falência, se comparada a grupos administrativos compostos apenas por homens. Ainda segundo o estudo, o risco de falência cresce conforme o número de mulheres aumenta, comprovando que a diversidade entre os gêneros é importante para obter sucesso.

As mulheres são excelentes ouvintes e costumam ser mais compreensivas do que os homens. Dessa forma, elas são capazes de compreender exatamente o que o cliente quer e precisa, tornando a relação com os clientes mais agradável, deixando-os satisfeitos.

Elas também costumam ser bastante sociáveis, o que garante uma taxa maior de colaboração e criatividade em projetos empreendedores. Além disso, mulheres se sentem aptas para trabalhar em diversas áreas, e se comunicar com os conhecidos e desconhecidos, o que impulsiona novos projetos.

Mulheres estão sempre envolvidas com notícias e informações recentes. Elas costumam aplicar tais conhecimentos em negociações com clientes, já que superam os homens na capacidade de guardar informações e executar várias tarefas ao mesmo tempo.

As mulheres trabalham melhor em grupo do que os homens. Elas não têm medo de lidar com questões e resolver atritos.  A pesquisa mostra que grupos onde há a participação feminina possui maior inteligência coletiva. Além disso, as mulheres possuem competitividade saudável entre si.

Atualmente, mulheres estão à frente de empresas, partidos e até mesmo governos. Em território nacional as mulheres possuem 23% de participação em decisões importantes em empresas. Nos Estados Unidos, as mulheres que lideram empresas ganham cerca de seis milhões de dólares a mais do que os homens.

Por Wendel George Peripato

Saber liderar é essencial para quem quer ser um gestor de sucesso. Para isso, é preciso saber lidar com as situações e ter decisões assertivas.

O mercado profissional está competitivo e saber liderar é um atributo buscado por muitos profissionais. Muitos colaboradores, por exemplo, querem alcançar um cargo de gestão na empresa. Entretanto, não é fácil ser um bom gestor e o profissional precisa ter paixão pelo que realiza e muita capacidade de resiliência. Que tal conferir algumas dicas para se tornar um gestor de sucesso?

– Como você lida com os conflitos?

Um bom gestor precisa saber mediar os conflitos. Desta forma, ele precisa saber escutar ambos os lados da discussão – sem tomar partido de nenhum – e tentar encontrar soluções para resolver. Os conflitos são comuns no ambiente de trabalho e podem ser bons para a Organização. O gestor deve ter uma postura racional e evitar discussões que possam prejudicar o clima corporativo.

– Iniciativa: ela é essencial

Um bom gestor deve ter iniciativa, ser proativo e saber o que quer e onde deseja chegar. Desta forma, ele mostra vontade de crescer e iniciativa, que são atributos de destaque de um bom profissional. Além disso, o gestor deve procurar se preocupar não só com os funcionários da empresa, mas também com os concorrentes. Portanto, ele deve saber agir para ter os resultados que almeja.

– Você confia em si mesmo?

Você confia em si mesmo para ser um bom gestor para a sua empresa? O profissional que deseja ser líder deve ter autoconfiança para correr riscos, tomar decisões e buscar novos resultados se for preciso. Um mesmo problema, por exemplo, pode envolver vários setores da Organização, por isso, ele precisa saber lidar com confiança.

– Seja criativo

O gestor deve ser criativo e estar atento às inovações do mundo, e saber aplicar as mudanças que ocorrem no mundo dentro da Companhia, ou seja, no seu campo de atuação, para que a empresa possa crescer e se desenvolver.  Desta forma, é fundamental que o gestor esteja conectado com as principais tecnologias e desenvolvimento. 

Por Babi