A ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) abre edital que regulamenta a realização de processo seletivo que visa a contratação por meio do Programa Jovem Aprendiz. Quem desejar participar da seleção deverá possuir idade entre 14 e 22 anos completos, estar devidamente matriculado e frequentando escolar regularmente e possuir disponibilidade para cumprir a jornada de aprendizagem. No caso de pessoas com necessidades especiais não se aplica o critério referente a idade média descrita no edital.

Os interessados que preencherem os requisitos mencionados poderão acessar a página de inscrição no processo: http://www.correios.com.br/institucional/concursos/correios/lst_concurso.cfm?con_nu=621, sendo o prazo máximo para inscrição até o dia 19 de fevereiro de 2014.

A avaliação dos candidatos se dará por meio de exames médicos pré-admissionais, sendo aqueles que forem considerados aptos nos exames encaminhados para realização de curso de aprendizagem o SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial para realização da parte teórica e na ECT para relaização da parte prática.

Aos aprovados fica garantida o recebimento de bolsa auxílio no valor de R$ 318,26 e deverão cumprir jornada de aprendizagem  de 20 horas semanais, sendo o tempo de duração do curso de  12 meses consecutivos.

Entre as atividades propostas pelos Jovens Aprendizes estão: deslocar documentos entre as áreas internas, receber e expedir documentos, arquivar documentos, repor material de expediente, apoiar a realização de eventos (organizar ambientes), verificar equipamentos/materiais conforme o solicitado, prestar informações sobre os serviços e produtos da ECT, dentre outras tarefas.

A validade do processo será de um ano, contado a partir da publicação do resultado final do concurso, podendo este prazo ser prorrogado pelo mesmo período de acordo com as necessidades da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

As chances dão aos candidatos a chance de primeiro contato como competitivo mercado de trabalho e prepara para futuras oportunidades que por ventura possam surgir.

Por Jaime Pargan