Há vagas abertas em diversos cargos em diferentes regiões de São Paulo para pessoas com deficiência.

O PADEF (Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência) abriu nesta semana 239 oportunidades de emprego para diversas funções.

O PADEF foi criado em 1995 e promove a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e conscientiza o empregador da importância de ações como essa e do impacto positivo que é gerado na sociedade. Outro objetivo é facilitar a relação entre o empregador e o empregado e auxiliar no preconceito de que portadores de deficiência física são incapazes ou menos capazes profissionalmente.

As vagas são para trabalhar onde?

A maior parte do preenchimento das vagas é para capital de São Paulo, com 166 oportunidades em aberto. Há 41 vagas na Grande São Paulo, 15 em Campinas, 6 em São José do Rio Preto, 1 em Ribeirão Preto e 1 no Distrito Federal.

Quais os cargos oferecidos?

Existem diversos tipos de funções como Controlador de Entrada e Saída, Estoquista, Porteiro, Técnico de Manutenção em Equipamento de Informática entre outros.

Como participar?

O candidato deverá acessar o site do Emprega São Paulo (www.empregasaopaulo.sp.gov.br/imoweb) e se inscrever, caso prefira, o cadastro  pode ser feito pessoalmente nos Postos de Atendimento ao TrabalhadorPoupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br) ou no próprio PADEF que está localizado na Rua Boa Vista, 170 – 1º Andar – Bloco 4 – Centro.

Qual a documentação necessária?

O candidato deverá portar RG, CPF, PIS (caso possua), carteira de trabalho, laudo médico com o Código Internacional de Doenças (CID) e em caso de deficiência auditiva levar também o exame de Audiometria.

O empregador que tiver interesse em anunciar suas vagas perante o PADEF deverá acessar o site Emprega São Paulo também ou comparecer nos locais acima e apresentar o CNPJ da empresa, razão social, endereço e o nome do solicitante.

Vale lembrar que não há restrição por parte dos empregadores, são aceitas inscrições de empresas de todos os segmentos.

Desde o ano de sua criação mais de 15 mil pessoas com algum tipo de deficiência já conseguiram uma colocação no mercado de trabalho graças ao PADEF.

Iniciativas como essa estão em falta, portanto, vamos dar o devido reconhecimento.

Por Beatriz Duarte