Se você mora na cidade de Dourados, que fica situada no estado de Mato Grosso do Sul, e está desempregado, saiba que agora pode ser o momento ideal para que você consiga ser contratado por uma empresa que oferece plano de carreira, salário atrativo e diversos benefícios.

Você deve está se perguntando de que forma você vai conseguir isso tão rapidamente, não é verdade? Saiba que no dia 6 de fevereiro de 2014, o Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador (Ciat) Dourados fez a divulgação da abertura de diversas oportunidades de emprego, e todas são para começar o quanto antes, pois muitas das admissões estão sendo feitas para a temporada de páscoa.

E se você deseja voltar ao mercado de trabalho, ou ainda não tem nenhum tipo de vivência em nenhum cargo, veja abaixo a relação de algumas das ofertas que foram feitas nessa semana:

Vendedor Interno, Vendedor Porta a Porta, Vendedor Pracista, Tratorista Agrícola, Torneiro Mecânico, Técnico de Refrigeração, Técnico de Sistema Automação Industrial, Técnico de em Manutenção de Equipamentos de Informática, Tapeceiro de Veículos, Supervisor Administrativo, Servente de Pedreiro, Recepcionista de Hotel, Pedreiro Feminino, Operador de Secador de Resíduos, Motorista Entregador, Produção, Montador de Acessórios, Mecânico Montador de Automóvel, Mecânico de Manutenção de Bombas, Mecânico de Manutenção de Caminhão a Diesel, Mecânico de Manutenção Hidráulica, Instalador Reparador de Equipamentos, Instalador de Linhas Telefônicas, Fiscal de Loja, Empregado Doméstico nos Serviços Gerais e etc.

Para se candidatar a uma dessas oportunidades de trabalho que estão disponíveis é preciso comparecer no Ciat, que fica na Avenida Weimar Gonçalves Torres, nº. 1.680 B, com todos os documentos para fazer um breve cadastro.

Após fazer esse procedimento, o seu perfil vai ser analisado para então direcionar o seu currículo a empresa que solicita alguém como você. No mesmo momento, ao encontrar uma vaga compatível, já existe a entrega da carta de encaminhamento para fazer parte do processo seletivo.

Por Josiane Fernandes de Jesus