O Sebrae está disponibilizando diversas vagas de emprego para o cargo de Consultores de Turismo, com especialização em Alimentação Fora do Lar. As chances são para efetuar atividades na cidade de São Paulo e também para o interior do estado paulistano.

Aqueles que forem selecionados neste processo de seleção ficarão responsáveis pelo atendimento na área de projetos de circuitos e roteiros turísticos.

Ficou interessado? Então fique sabendo que para concorrer a uma destas vagas, é necessário que os candidatos tenham experiência anterior no segmento de alimentação fora do lar, tenham CNH, além da pós-graduação em áreas como gastronomia, turismo, hotelaria ou afins.

A base salarial não foi informada, porém há benefícios como plano de saúde, seguro de vida, vale alimentação ou refeição, previdência privada, vale transporte e auxílio para creche. 

Para efetuar o seu cadastro acesse a área “trabalhe conosco” do site do Sebrae SP.

O governo brasileiro pretende dar uma boa roupagem ao país em vistas da Copa do Mundo de 2014. No que concerne ao turismo, foi criado o Projeto Bem Receber Copa, que no subsegmento Ecoturismo e Aventura está com inscrições abertas para interessados dos estados de Amazonas, Ceará, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério do Turismo, em princípio as aulas abrangerão os temas Competências Mínimas do Condutor, Gestão Empresarial e Sistema de Gestão da Segurança. O intento visa capacitar os profissionais do setor para melhor receber o mundial de futebol.

Apenas na área de Ecoturismo e do Turismo de Aventura serão oito mil os trabalhadores beneficiados por todo o país.

A inscrição já pode ser realizada através do endereço eletrônico cursospresenciais@abeta.com.br.

Para mais informações, o interessado deve acessar o site da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo (Abeta) ou entrar em contato pelo telefone (31) 3227-5707.

Por Luiz Felipe T. Erdei

A empresa Trip & Fun realiza eventos e viagens voltados para o público jovem e está recrutando pessoas interessadas em atuar em atividades como monitores de lazer durante o mês de julho. A remuneração será paga por dia de trabalho que pode variar entre R$ 50 e R$ 100 a diária. A previsão de dias a serem trabalhados é em média de 30 a 35 dias.

A expectativa da empresa é contratar pelo menos 100 candidatos para a temporada de julho, que inclui roteiros para Disney (EUA), Cancun (México) e Bariloche (Argentina).
Essa é uma boa oportunidade para quem está em busca de um emprego temporário e pode chegar a receber mais de R$ 2.000.

Para poder participar da seleção, o candidato deve ser maior de 18 anos e ter conhecimento intermediário em língua inglesa. A Trip & Fun tem preferência por pessoas com graduação superior em turismo ou educação física.

O processo seletivo vai ser realizado em São Paulo, Ribeirão Preto e Campinas e, na ocasião, haverá dinâmica de grupo, com simulações de circunstâncias que são possíveis de ocorrer durante o passeio. Interessados em concorrer às vagas devem enviar o currículo para o email rh@tripfun.com.br.

Por Andrea Gomes

Preocupado com a Copa do Mundo de 2014, pelo menos no que se refere a temas distantes dos planos infra-estruturais, o governo brasileiro promove aos profissionais que terão contato direto com turista o “Bem Receber Copa”, projeto de qualificação. A estimativa é de que mais de 306 mil pessoas venham a aderir ao programa.

O Ministério do Turismo (MTur), grande responsável pela boa execução de planos para os turistas, tem ainda outras três fatias a adotar durante os próximos anos: requalificar o parque hoteleiro, investir na infra-estrutura turística e alçar promoções e imagens relacionadas ao evento.

Diversas entidades deverão fazer parte da empreitada junto ao Conselho Nacional de Turismo (CNT), tanto que desde o início do ano algumas já passaram a investir em qualificação a quase 25 mil profissionais das áreas de alimentação, entretenimento, hospedagem, locadoras de automóveis e transporte aéreo regional.

Ao que tudo indica, os empresários do país terão responsabilidade em incentivar os envolvidos no setor para se qualificarem.

Por Luiz Felipe T. Erdei