Em algumas organizações, é comum que certos indivíduos, para se livrarem rapidamente de algum tipo de tarefa, executem-na de maneira incompleta ou fora dos padrões. Na ânsia de terem o trabalho pronto o mais rápido possível, esquecem-se que rapidez nem sempre é sinônimo de qualidade.

O retrabalho é uma ocorrência que emperra o desenvolvimento de muitas empresas. Ter que repetir um mesmo procedimento mais de uma vez é um desperdício de tempo e de recursos.

Num ambiente de competição em que todos os detalhes influenciam o resultado final das corporações, é inaceitável que isso aconteça. É preciso que todos estejam cientes de que cada trabalho que precisa ser feito duas vezes representa um desgaste desnecessário tanto para o colaborador quanto para a empresa.

Declare guerra ao retrabalho. Concentre todas as suas forças para que tudo saia a contento já na primeira vez.