Chega a sexta-feira e você não vê a hora de acabar o expediente, pois o tão esperado fim de semana está chegando. Mas fica uma pergunta: você sabe realmente relaxar em seus momentos de folga?

Algumas pessoas parecem ter uma síndrome de “utilidade total”, mesmo nos momentos de folga estão procurando coisas úteis e bem vistas para fazer. Consertar móveis, arrumar o quarto já impecável, tirar o pó do canto da prateleira da cristaleira. Não estamos falando da manutenção normal da casa, que muitas vezes só pode ser feita nos finais de semana, mas dos exageros trazidos por mania de limpeza ou organização.

Saiba dosar as atividades durante o seu fim de semana, para depois não chegar novamente à segunda-feira com a sensação de ter “perdido” seus momentos de descanso.

Chega o fim de semana… Você está em casa e não consegue relaxar, interagir com a família e com os amigos, fazer coisas agradáveis e divertidas… Sua mente está presa lá no escritório, preocupada com o que você tem fazer na segunda-feira. Cuidado! Você pode estar viciado em trabalho.

Há alguns sinais característicos das pessoas aficcionadas por trabalho: ansiedade constante, sensação de perda do controle das situações de trabalho, excesso de horas extras, fixação por um grau de eficiência que não pode ser atingido, sensação de cansaço constante.

Procure dosar sempre a participação do seu trabalho em relação ao resto de sua vida!

Se ela estiver numa proporção muito desequilibrada, mude enquanto é tempo, ou você corre o risco de não poder aproveitar tudo aquilo que conseguir com seu trabalho…