TI será a área profissional do futuro com diversos cargos importantes abertos.

Tecnologia da Informação é um segmento que está em alta e a cada dia a demanda por profissionais dessa área aumenta consideravelmente. Fato que só comprova o que os especialistas falavam, que a TI será a área profissional do futuro.

Conheça as profissões ligadas a Tecnologia da Informação que estarão em ascensão no futuro:

Arquitetura de TI: é uma profissão nova, mas que já está ganhando espaço no mercado, pois é uma profissão que lida com software e ambientes cloud.

Programadores ou desenvolvedores de aplicação: a demanda por esses profissionais começou a subir desde 2015 e continua crescendo. Ela serve para atuação em áreas como sistemas orientados à Internet e mobile.

Gestores de projeto: é uma profissão muito cotada nas empresas, pois uma de suas funções é executar e desenvolver iniciativas, cumprindo orçamentos e prazos, fato que é essencial para o crescimento das empresas.

Big data: são especialistas em iniciativas que envolvem volumes de dados.

Business intelligence/analytics: são profissionais capazes de traduzir as tendências e novos padrões em inteligência.

Help desk ou suporte técnico: essa profissão oferece um serviço que é extremamente importante para o bom funcionamento das empresas.

Administrador de banco de dados: a cada dia as empresas se envolvem mais em projetos que envolvem analytics e big data, esses profissionais são especialistas em tecnologias do tipo Oracle, SQL, DB2A e Hadoop.

Segurança/compliance/governança: são profissionais que cuidam da segurança, governança e compliance, função extremamente importante nas empresas.

Cloud/SaaS: profissão que surge devido ao desenvolvimento da computação em nuvem, que necessita de conhecedores de software e cloud.

Desenvolvedores web: já é uma profissão presente na maioria das empresas e que ao tudo indica se manterá em alta no futuro.

Enfim, as empresas de todos os tipos de segmentos já necessitam e vão continuar a precisar da Tecnologia de Informação, para se desenvolverem, oferecerem os melhores serviços, produtos e atendimento e permanecerem na competitividade do mercado.

Muitas destas profissões ainda são desconhecidas, mas elas existem e para suprir a tendência do mercado elas devem começar a aparecer, não só nos quadros de vagas de emprego, mas também em oferta das instituições de ensino. A tendência é que cada vez mais pessoas se interessem por especializações nessas áreas, pois é a área que não vai para de crescer.

Por Sirlene Montes

O Senado aprovou o projeto de lei da Câmara, onde a profissão de Designer de Interiores é reconhecida. Conforme o projeto, esta profissão poderá ser exercida para quem possuir diploma de nível superior em alguns cursos.

São mais de 80 mil designers de interiores que atuam no Brasil segundo a presidente da ABDI – Associação Brasileira de Designer de Interiores, Sra. Renata Amaral, é um passo importante que reconhece o setor.

Esta profissão já é reconhecida pela sociedade como um todo, o que estava faltando era a regulamentação – disse quando citou o exemplo de uma nova regra da ABNT ou concurso quando é feita tem espaço e deve ser cumprida, no caso da falta da regulamentação isso não ocorre.

Nesta quinta-feira (16) de Novembro, o Senado aprovou o projeto de lei da Câmara, onde a profissão de Designer de Interiores é reconhecida. Conforme o projeto, esta profissão poderá ser exercida para quem possuir diploma de nível superior dos seguintes cursos:

– Arquitetura e Urbanismo;

– Design de Interiores;

– Composição de Interior;

– Design de Ambiente.

No texto do projeto propõe que os projetos executados por designers de interiores serão considerados obras intelectuais, ou seja, é dado o direito autoral aos projetos e seus responsáveis.

A certificação técnica para design dado por cursos técnicos em design de interiores, que seja oficialmente reconhecida, pela proposta do projeto de lei, o exercício da atividade é autorizado. Portanto, não são apenas cursos de nível superior que pode exercer a atividade, cursos técnicos também permitem o acesso a esta profissão.

A responsabilidade do profissional designer de interiores é transformar os ambientes das mais variadas formas fazendo com que eles se tornem mais confortáveis, seguros e proporcionem o prazer em estar no ambiente decorado.

Conforme dito, o projeto de Lei nº 97 de 2015, declara em seu texto: “A disposição da regulamentação do exercício da profissão de designer de interiores e ambientes e dá outras providências.”

Observando o texto da lei, é decretado o reconhecimento em todo o país. O designer de interiores tem a competência do estudo, planejamento e elaboração de projetos internos já existentes ou pré-projetados, visando à necessidade de cada cliente ou usuário.

Estar de acordo com normas técnicas de acessibilidade, ergonomia e de conforto. A ocupação dos espaços quanto ao seu uso o designer projeta a otimização do conforto e segurança, bem como a estética dos ambientes. O conforto está relacionado a luminosidade, acústica e térmica dos locais.

Após a aprovação, o texto está em tramitação para que seja sancionado pelo presidente Michel Temer.

Por Marcio Ferraz

Algumas profissões estarão em alta no ano que vem e trarão mais possibilidades aos profissionais.

Quer saber quais são as carreiras mais promissoras para 2017? Leia este post e fique por dentro das profissões que serão as mais cotadas e bem pagas no próximo ano.

Profissionais da Tecnologia da Informação: uma área extremamente em alta, devido ao uso de diversas atividades, com o e-commerce, surgimento de muitas start-ups, empresas de tecnologia, um segmento que só tende a crescer, oferecendo ótimos salários.

Profissões: Desenvolvedor e Programador, Analista / Técnico de Suporte, graduados em Ciências da Computação, Sistema de Informação, Engenharia de Software e Gestão em Tecnologia da Informação.

Profissionais da área de vendas: bons vendedores estão sempre sendo contratados, mas para isso é preciso dominar as técnicas de venda, comércio e marketing.

Profissões: profissionais com formação em Publicidade e Propaganda, Gestão de Comércio, Marketing e Vendas.

Profissionais da área de saúde: as questões que envolvem saúde estão sempre em alta no mercado, independente de crise financeira. Profissionais da saúde são sempre requisitados, em postos, hospitais, clínicas, particulares ou públicas. Além disso, muitas regiões do Brasil são carentes desses profissionais.

Profissões: Profissionais formados em Enfermagem, Medicina e Técnico em enfermagem.

Profissionais da área de agronegócios: atualmente representa 20% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e a tendência é que nos próximos anos esses negócios crescem mais, gerando muitos empregos.

Profissionais da área: Graduados em cursos de Agronegócios, oferecidos atualmente pela Universidade de Brasília (UnB) e pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), ou Agronomia com especialidade em Agronegócio, Administração com especialidade em Agronegócio, ou ainda Tecnologia em Agronegócio.

Setor Financeiro e de seguros: em momentos de crise econômica no país, a demanda de serviços bancários aumenta significativamente e esse segmento ganha força, de forma que novos profissionais sejam necessários.

Profissionais da área: Graduados em Gestão Financeira e Ciências Econômicas.

Dessa forma, se você já possui formação em uma dessas áreas, não perca tempo e envie seu currículo para empresas da sua área. Agora, se você ainda não escolheu uma profissão, baseie-se no que você leu e escolha uma profissão que seja promissora, mas que tenha a ver com o seu estilo e entre 2017 fazendo o que você gosta.

Por Sirlene Montes

Mesmo com a crise econômica afetando o País, algumas áreas conseguem se manter firmes no mercado de trabalho.

Com o cenário econômico em recessão e com as incertezas para os próximos meses no país, quem deseja trocar de carreira ou está procurando uma recolocação no mercado de trabalho deve estar atento para não fazer a escolha errada.

Algumas áreas conseguem sobreviver bem à crise e devem ser o foco da procura. Essas áreas, no entanto, não devem ser encaradas como imunes à crise econômica, pois podem sofrer algum prejuízo, mas são áreas que enfrentam a crise com maior resiliência. Conheça algumas:  

– Tecnologia:

Sempre em crescimento no país, o setor de tecnologia é um dos que mais suporta as variações econômicas do país. Setores como os de TI absorvem bem os funcionários e oferecem, além disso, salários atraentes. O setor de desenvolvimento de tecnologia também não sofreu queda com a crise e continua com uma boa demanda de profissionais.  

– Saúde:

É uma das áreas em que as famílias não fazem cortes, por ser considerada essencial. Mesmo com a queda do poder de compra do brasileiro, o setor de saúde continua em alta acompanhando também o fenômeno de envelhecimento da população.  

– Educação:

Também considerado pelas famílias um setor essencial, a educação mostra grande resiliência em meio à crise. Mesmo com os cortes realizados pelo Governo Federal em programas como o Pronatec e o Fies, que causaram impacto negativo às instituições de ensino superior privadas, o setor continua sem grandes perdas. 

O brasileiro tem agora uma nova visão de que educação é investimento a longo prazo e não um gasto e isso faz com que esse setor tenha crescimento, mesmo em meio à crise, o que gera tanto vagas na área acadêmica como na administrativa.  

– Setor financeiro:

O setor bancário vem resistindo bem à desaceleração econômica do país, e os profissionais mais requisitados são os que têm um bom entendimento de todas as áreas dos negócios e assim conseguem se mover com mais facilidade pelos setores da empresa. Os profissionais mais requisitados no setor financeiro é o que é responsável pela área de compliance, ou seja, o que cuida do controle da empresa, bem como das regras de transparência da mesma. Nada mais previsível em época de crise.

– Vendas:

Quem tem o talento de impulsionar boas vendas é extremamente precioso para o mercado nesse momento. Embora o consumo tenha diminuído, esses profissionais, quando bem preparados, podem fazer a diferença na empresa.  

– Agronegócios:

Embora a Confederação Nacional da Agricultura afirme que as atividades da agropecuária brasileira sofreram uma inibição devido ao cenário econômico brasileiro, o agronegócio continua tendo um desempenho melhor do que os outros setores da economia.

Segundo os produtores, as exportações cresceram pela desvalorização do real. Os setores que mais crescem na agropecuária brasileira são os de produção de produtos florestais e de carne. 

Por Patrícia Generoso

Algumas profissões oferecem um ambiente tranquilo e uma promessa de qualidade de vida bem melhor.

Anda estressado? Escutar críticas e trabalhar sob pressão definitivamente não lhe fazem bem? Pensando em mudar de profissão para fugir dos problemas que tanto te tiram do sério? Algumas profissões oferecem um ambiente de trabalho tranquilo, e uma promessa de qualidade de vida bem melhor. As profissões foram avaliadas pelo nível de estresse, em que 0 seria a mais estressante e 100 a menos estressante. Portanto, quanto maior a pontuação, menor o nível de estresse aos profissionais. Conheça algumas:

Cientista de Materiais: Se você gosta de manipular materiais e gosta do ambiente de laboratório, pode se encaixar perfeitamente nesta profissão. A marca alcançada por profissionais da área foi de 53.

Cientista de Alimentos: Mexer com alimentos, investigar as novas tendências para a alimentação mundial e novas soluções genéticas para a mesa da população. Além de ser um trabalho agradável, conta com nível de tolerância ao estresse de 55.8 pontos e rende mensalmente cerca de R$ 3.561. Atraente não?

Matemático: Se você é bom com números e gosta de novos desafios, saiba que a carreira de matemático alcança um nível de estresse de 57.3 pontos.

Astrônomo: Quem nunca sonhou em passar a vida olhando para as estrelas? Pela sua pitada poética, a profissão parece ter um pouco menos de impacto aos funcionários registrando 62.7 pontos de estresse.

Professor de Direito: Além de ensinar o que se gosta, ao ser Professor de Direito, as oportunidades de emprego podem ser melhores, pois a cada dia aumenta a quantidade de cursinhos preparatórios para concursos públicos. A profissão alcançou 62,8 pontos.

Desenvolvedor de Software: Além de ser uma área em expansão constante, o profissional que desenvolve softwares tem ainda a sensação de utilidade para a população, desenvolvendo ferramentas para a melhoria de vida das pessoas. O índice de estresse dessa profissão chegou ao nível de 65 pontos. O que demonstra que é uma área bem tranquila para se trabalhar.

Ortodontista: Pode ser considerado o “artista da odontologia”,  pois é responsável pelas restaurações e construção de próteses dentárias que melhor se adaptem aos diferentes pacientes. Parece que trabalhar com o sorriso diminui o estresse: Dentre as profissões pesquisadas, a ortodontia é a que teve maior pontuação contra o estresse: 67 pontos.

Por Patrícia Generoso

A chave do sucesso profissional é o conjunto de habilidades e qualidades que o profissional deve ter para atingir seus objetivos.

Não importa se você tem seu próprio negócio ou se é funcionário de uma empresa, o que todos buscam é o sucesso profissional, mas a grande maioria não consegue e muitos nem conseguem chegar perto deste objetivo.

O que se comenta é que o segredo é ter a chave do sucesso profissional para atingir sua meta, mas afinal, do que se trata esta chave?

A chave do sucesso profissional nada mais é do que um conjunto de habilidades e qualidades que o profissional deve ter para conseguir êxito em sua carreira. Todos nós temos habilidades, mas nos destacamos mais por uma ou outra, por exemplo, há pessoas que são mais determinadas e batalham com determinação para conseguirem realizar o seu sonho.

Outras pessoas são mais autoconfiantes e por mais difícil que seja a situação, não se deixam abater.
Há aqueles profissionais que se destacam pela criatividade, outros chamam a atenção por serem capazes de lidar com os problemas, por piores que possam ser, com sangue frio e muita calma.

Mas diante da crise que assola o país, o pessimismo das empresas em relação à economia e a falta de investimento, a chave do sucesso profissional está justamente no conjunto destas e outras habilidades.

Mas um fator determinante para conseguir o sucesso profissional, é que não basta ficar sonhando, fazendo projetos, se programando, chega um momento em que é preciso avançar para a parte prática.
Claro que o planejamento é indispensável para o sucesso de todo profissional, mas é preciso ter muita cautela para não ficar se programando demais, pois há profissionais que acabam perdendo uma excelente oportunidade para sua carreira, simplesmente porque consideraram muito cedo para aceitarem um novo desafio, não se considerando ainda preparado para assumir tal responsabilidade.

Querer alcançar o sucesso profissional, todos querem, a questão é: quantos realmente fazem algo para atingir seu objetivo?

Não adianta ficar esperando que a empresa lhe dê uma promoção, você precisa fazer sua parte e ser determinado para atingir o sucesso e caso a empresa não reconheça sua capacidade, uma outra poderá reconhecer, mas para isso, é preciso realmente estar qualificado.

Você domina bem um segundo idioma? Está sempre procurando fazer cursos de aprimoramento em sua área de atuação? É um profissional atualizado com o mercado? Está por dentro das últimas tecnologias?

A chave do sucesso está com você, é preciso investir em sua carreira, se qualificar profissionalmente e ficar atento às oportunidades que vão surgindo, pois a chave sozinha não abre nenhuma porta, é preciso que alguém, neste caso você, comece a agir!

Por Russel

Tradução e Intérpretes e área de produção de materiais de especialidades hospitalares são as profissões que prometem estar em alta até 2019.

Escolher um Curso de Graduação, a cada dia torna-se um desafio maior entre os milhões de jovens estudantes de nosso país.

As carreiras estão concorridas ao extremo e a graduação está se tornando algo comum. Pós-Graduação e mestrado já são requisitos essenciais aos profissionais que querem se destacar no mercado de trabalho.

Nesse intuito, hoje, descreveremos as carreiras que estarão em alta no ano de 2019.

Para começar, instantaneamente, o leitor irá se surpreender com a profissão que mais promete para o ano de 2019. Aqueles que pensam que Medicina, Direito e Engenharias diversas estão nas mais promissoras carreiras para o ano de 2019 se enganam. Segundo levantamento da Carrer Builder, o setor de profissões que mais deve crescer até o ano de 2019 é o de Tradução e Intérpretes.

Almeja-se que, nos Estados Unidos da América, até o ano de 2019, essa área deve oferecer 10 mil postos de trabalho a mais.

Outra área que surpreende pelo sua impulsão no mercado de trabalho é a área de produção de materiais de especialidades hospitalares que obteve um crescimento de 29% nos últimos anos.

É notável dizer que a pesquisa levou em consideração o mercado norte-americano. Contudo, com os efeitos da globalização é possível mensurar os efeitos desses crescimentos em todo o mundo.

É importante que, os jovens da atualidade larguem mão de vaidades e aspirações de familiares em troca de uma futura carreira promissora. Áreas como Engenharia, Medicina e Direito, atualmente, possuem um excesso de profissionais e o mercado está a cada dia mais concorrido e, muitas vezes, injusto. Buscar carreiras novas e inovadoras podem trazer benefícios a médio e longo prazo. Carreiras não devem se resumir em vontade e aspirações de familiares e, sim, em estudos de mercado e vontades e aspirações daqueles que irão executá-las.

Estude, analise e faça seu próprio caminho e faça de sua profissão sua maior realização e alegria!

Por Daniel Alves

Quem tem autoconhecimento consegue lidar com suas dificuldades da melhor maneira possível e busca também uma carreira profissional que melhor se adapte às suas aptidões.

Ser um indivíduo que se autoconhece é gastar tempo para conhecer a si mesmo e suas próprias emoções. É saber reconhecer suas qualidades, capacidades e também suas falhas, que devem ser aprimoradas. Quem tem o domínio sobre a sua própria identidade tem mais ferramentas para se autodesenvolver pessoalmente e profissionalmente.

Quem possui autoconhecimento é também possuidor de uma melhor autoestima. Quem se conhece melhor sabe como lidar com suas dificuldades da melhor maneira possível e busca também uma carreira profissional que melhor se adapte às suas aptidões, evitando problemas de incompatibilidade da própria personalidade com o serviço executado.

Quem ainda não possui o autoconhecimento, deve passar algum tempo de sua vida em busca dele. Encare esse tempo de reflexão, como um investimento futuro. O tempo gasto hoje pode ser para evitar problemas em sua carreira no futuro.  Além de sua própria observação, conte sempre com um líder. Quando o seu líder lhe oferece feedbacks sobre seu comportamento, suas reações e seus relacionamentos, a tarefa de se autoconhecer passa a ser muito mais fácil. Uma pessoa que nos observa pode perceber pontos importantes a nosso respeito, que passariam desapercebidos aos nossos olhos.

Caso esteja sendo difícil explorar o seu autoconhecimento, há ainda a possibilidade da ajuda de um profissional. Um tratamento terapêutico pode revelar, além de suas características pessoais mais importantes, traumas que por acaso, estejam ocultos e sejam a causa de reações inesperadas que você tem às vezes, ou quem sabe ajudá-lo a entender suas fragilidades. Além de revelar melhor essas questões, o profissional pode ajudá-lo a encontrar recursos para superar e melhorar seus defeitos.

Conhecer-se melhor é um dos principais pontos para quem deseja ter sucesso em sua carreira profissional. Conhecer seus pontos fracos, para evitar situações constrangedoras e seus pontos fortes, a fim de potencializar sua capacidade e fornecer melhor desempenho para sua empresa.

Por Patrícia Generoso

Alguns fatores podem ser analisados para a importante decisão de mudar ou não de emprego.

Mudar de carreira pode ser o passo mais importante da sua vida profissional, sem exageros. Muitas vezes você pode estar chateado ou infeliz com seu emprego e é nessa hora que mudar de carreira pode ser a coisa mais importante para você. Se você está indeciso quanto a isso, veja aqui alguns motivos que podem te ajudar nessa difícil decisão.

– Infelicidade:

O motivo mais comum e já citado aqui, se você está infeliz com a sua carreira não pode continuar assim, sua vida pessoal é afetada e sem ter prazer com o trabalho, ele pode se tornar uma pedra no seu caminho. Se você está infeliz, descubra o porquê, muitas vezes o motivo é que você não gosta do que faz, então corra atrás do que pode te fazer feliz.

– Sua saúde está sendo prejudicada:

Nesse caso você deve sim mudar de carreira, quando o seu trabalho exige tanto de você que começa a afetar sua saúde, é hora de rever suas prioridades. Talvez um cargo que tenha uma carga horária menor, ou menos responsabilidades, seja o ideal para você nesse momento.

– Mudanças na vida pessoal:

Muitas vezes suas prioridades passam a ser outras, depois de se casar ou ter filhos, por exemplo, sua vida profissional pode ser drasticamente afetada. O mesmo acontece quando você deixa de ter tantas despesas com seus filhos, onde pode diminuir as responsabilidades no trabalho e ter mais tempo para a família.

– Salário:

Esse não é o motivo mais importante, mas ele tem seu peso. Você não pode ingressar em uma carreira apenas pelo dinheiro que ela pode te oferecer, mas também não pode trabalhar com algo que você gosta, porém te deixa em condições difíceis. Tente achar um meio termo, mas lembre-se: procure algo que te deixe feliz.

Tudo é uma questão de pensar e refletir sobre o que é melhor para você, as dicas podem te ajudar a pensar, mas só você pode decidir seu futuro.

Por Tom Vitor de Freitas

Algumas análises podem ser feitas para saber se você está progredindo na sua carreira profissional.

Você está feliz na sua carreira? Você sente que precisa sair da sua zona de conforto? Como está a sua vida profissional? Já parou para refletir sobre essas questões? Há profissionais que são acomodados e estão felizes na posição em que se encontram, no geral, não ocupando nenhuma posição de destaque dentro da empresa e ganhando o suficiente para o seu sustento e o da sua família. Porém, há àqueles que querem crescer e progredir na carreira, querem assumir responsabilidades e desafios, ou seja, saem da zona de conforto. Mas, como saber se você está realmente progredindo na carreira? Quais os sinais? Veja as dicas!

Normalmente, os seus superiores te pedem opinião sobre os assuntos do trabalho ou até solicitam a sua ajuda para tomar alguma decisão. Assim, independente do cargo que ocupa na empresa – mesmo não sendo uma posição compatível – as pessoas gostam de ouvir.

Como estão as suas relações pessoais no trabalho? No geral, os superiores demonstram amizade por você e consideração? Se a resposta for positiva, é sinal que você está progredindo, assim, as suas relações pessoais são positivas.

Além disso, as sua gestão de desempenho tem sido positiva e os seus pontos fracos têm melhorado com o tempo, ou seja, demonstram uma evolução constante.

Como é o seu relacionamento com as pessoas que ocupam a mesma hierarquia que você? Seus colegas de outras funções respeitam a sua opinião, personalidade e apresentação.

Outro sinal de progressão, é que você percebe que a sua cultura está crescendo, ou seja, você começa a estudar sobre a sua área, faz novas leituras, investe em novos projetos e o seu campo de autodesenvolvimento aumenta. Assim, como consequência o seu nível profissional e cultural se eleva.

Você é uma pessoa assertiva e consegue ter opiniões firmes, mas sem ser arrogante. Desta forma, essas são algumas dicas que você está progredindo. Portanto, que tal fazer uma análise da sua vida profissional? Mude o que achar necessário, para alcançar o sucesso.

Por Babi

Pedir aumento salarial requer análise do momento certo e ter boa argumentação.

Pedir aumento salarial é algo que causa tensão não somente no empregado como também no chefe, por essa razão é importante saber o que dizer e como se portar neste momento. O reajuste salarial é considerado o momento mais delicado do trabalho, uma vez que envolve uma boa argumentação para que o reconhecimento possa ser concretizado.

O ideal é não fugir da hierarquia e solicite o aumento ao superior direto. Lembre-se que a conversa deve ser feita em um momento tranquilo, quando o chefe está disposto a te ouvir. Evite períodos de insegurança na empresa ou quando ele estiver ocupado, principalmente se for com clientes.

Fuja dos motivos pessoais, como minha mulher terá um filho ou algo tipo. O aumento de salário é condicionado ao seu bom rendimento e o bom desempenho da empresa frente ao mercado. Por essa razão é importante somente solicitar o aumento quando as coisas vão bem e se o seu desempenho condiz com o pedido. O empregado sabe quando está bem e quando não está tão bem assim (ou pelo menos deveria saber). Faça um exame de consciência antes da conversa para não sair dela chateado com o que possa ouvir.

A competência do profissional é fundamental para o pedido de aumento, contudo se não acontece há algum tempo você pode usar este argumento, desde que outros funcionários do setor tenham recebido aumento no último ano. Se ninguém teve aumento, o ideal é que o pedido seja feito pelo grupo, pois será mais difícil do chefe negar uma solicitação coletiva do que para um só funcionário.

Tente negociar o salário juntamente com benefícios, como plano de saúde ou vale-alimentação, mas se a resposta for negativa, solicite um prazo para que ocorra. Você pode pedir para que o chefe ajude a elaborar objetivos dentro da empresa ou de capacitação, assim o aumento será visto como merecido. 

Por Robson Quirino de Moraes

Muitas pessoas estão com a expectativa de conseguir um trabalho novo em 2015 e, de acordo com uma pesquisa que foi realizada pelo site G1, nesse ano, muitas movimentações vão acontecer no mercado.

De acordo com os dados, algumas profissões estarão em alta, e se você deseja saber quais profissões são essas, veja abaixo a descrição e confira se alguma delas é a que deseja atuar.

Lista de profissões em alta em 2015:

Gestor de RH

 Para você que deseja atuar nessa área, saiba que as principais empresas desejam encontrar profissionais formados na área de recursos humanos, com experiência em gestão de pessoas.

O profissional que atua nessa função fica responsável por atender às necessidades de cada setor da empresa, com o objetivo de manter boas práticas de gestão e evitar grandes reversões ou insatisfação dos colaboradores.

Gerente de tecnologia da informação

A área de TI é muito ampla e, de acordo com os dados levantados, o número de vagas é grande, e a tendência é aumentar a cada ano. Aquele que atuar na função de Gerente de Tecnologia da Informação deverá ser formado e ter experiência em desenvolvimento de sistemas.

É fundamental ter uma visão inovadora para atender às necessidades da empresa, como criar sistemas mais ágeis e baratos.

– Advogado

Essa é uma profissão que nunca vai estar em baixa no mercado, pois, a cada dia que passa, novos processos são criados, tanto para a área civil, como familiar, criminal entre outros.

Para se dar bem nessa carreira é preciso ser formado e ter o registro ativo na OAB. Além disso, o profissional deve entender de leis e regulamentações, assim como suas atualizações. É fundamental estar conectado ao negócio e ter boas relações com os demais.

Outras profissões que estarão em alta nesse ano de 2015 são: Arquiteto Corporativo, Gerente de Novos Negócios, também conhecido por Business Development Manager, Cientista de dados, Desenvolvedor Móbile, Diretor de Operações, Engenheiro de instalação e etc.

Por Yasmin Fernandes Robles

Ser Caminhoneiro. É uma profissão que sustenta muitas famílias pelo Brasil todo. Mas não é uma profissão fácil ou tão bem remunerada como deveria.

O Caminhoneiro está exposto a todo tipo de sorte negativa durante o exercício de sua profissão. Riscos de saúde, de segurança (assaltos e acidentes), entre outros fatores que fazem da profissão de caminhoneiro umas das mais perigosas ao conjunto geral (Saúde-Segurança).

Mas qual criança não sonhou dirigir um caminhão? Quem não fica admirado quando vê aquela enorme carreta fazendo uma manobra difícil – é o cara, alguns dizem. Realmente impressiona a habilidade que alguns têm na condução daqueles monstros sobre rodas (e são muitas rodas). São rotinas estressantes, dias e dias longe da família, sob a constante tensão de medo de assaltos e somados a isso, as péssimas condições de algumas das mais movimentas rodovias brasileiras. Tudo isso faz do caminhoneiro, um guerreiro. Muitos, depois de passarem por situações de extremo estresse, como um assalto, revoltam-se com a profissão, dizem que vão abandonar, parar com essa vida, mas fazer o que depois?

Ser caminhoneiro, no passado, era visto como uma profissão romântica (quem viu a série Pedro e Bino deve ter sentido isso), onde o caminhoneiro era uma namorador nato, com uma esposa em cada estado, onde vivia grandes emoções nas estradas. Hoje, ser caminhoneiro tornou-se uma profissão de risco, por tudo que já foi falado anteriormente.

A figura do caminhoneiro despreocupado ainda circula na memória das pessoas, mas hoje as empresas exigem muito desses profissionais, fora os problemas já citados nas estradas. As jornadas são longas e às vezes as condições de trabalho não são tão boas. E tudo isso tem afastado muitas pessoas do desejo de ser caminhoneiro. Embora ainda a remuneração não seja das mais atraentes, os profissionais disponíveis têm tido uma valorização, pois mais tem saído profissionais no mercado do que entrado.

 Se tudo nesse artigo não diminuiu seu desejo de ser caminhoneiro, então se prepare, cuide de sua saúde e tenha uma boa viagem!

Por Luciana Viturino

Você já reparou que temos milhares de profissionais de diversas áreas, porém, apenas uma ínfima quantidade consegue realmente ter sucesso naquilo que faz? É por isso que vou te dar algumas dicas a você que pretende ser bem sucedido na área em que exerce e fazer a diferença no seu setor. Continue lendo e confira as dicas.

A primeira coisa que você precisa fazer é um planejamento daquilo que deseja seguir e cumprir a risca o seu objetivo. Atualize-se constantemente e faça todo tipo de curso que a sua área exigir. Não deixe que outro profissional passe a sua frente se atualizando. Você precisa ter conhecimento, pois é essa bagagem que vai fazer de você um grande profissional.

Em seguida atente-se para o seu bem-estar, seja físico, seja emocional, você precisa estar bem e motivado para aquilo que deseja seguir. Cuide do seu condicionamento físico e de sua alimentação. Outro fator de suma importância é o psicológico. Os seus pensamentos o levarão onde você deseja e por isso, tome bastante cuidado com aqueles pensamentos negativos que tentam afastar você da sua meta. Livre-se também de pessoas negativas, pois a convivência com tais pessoas também fará com que você tenha alguns hábitos destrutíveis.

Diariamente alimente o seu sonho, imagine-se no topo. Tenha uns poucos minutos só para você e faça uma autoavaliação. Diga mentalmente que vai conseguir, que você está batalhando pelo seu progresso, que você já é um vencedor.

Essas etapas são muito importantes, pois muitas pessoas que conheço trabalham arduamente e sequer tiram um tempo diário para ficar só e avaliar como está sendo o dia. Aprenda a trabalhar em equipe e a motivar outras pessoas. Isso nos trará novas amizades e nos sentiremos amados ao perceber que pudemos ajudar outra pessoa a conseguir o que queria. A caridade é um dom fantástico que nos coloca para cima.

Aproveite o dia!

Por Luciana Viturino

A natação é um esporte olímpico de bastante importância que vem ganhando cada vez mais um maior espaço na mídia e em campeonato. O nadador é o atleta de natação que tem como objetivo se deslocar no meio aquático, usando técnicas variadas e diversos estilos de nados. As técnicas usadas pelos nadadores são variadas e podem se dividir basicamente como o crawl (nado livre), peito, borboleta, costas e clássico.

A natação pode ser praticada em plataformas naturais como rios e mares, mas também em meios artificiais como a piscina que é dividida em raias individuais, o ambiente escolhido para a prova depende da competição que ela é executada, geralmente o fator mediador para a escolha do melhor atleta da competição é o tempo, o nadador que cumprir a prova no menor tempo é consagrado campeão.

Geralmente, os nadadores são formados desde sua infância para se tornarem atletas realmente competitivos, mas se você tem algum interesse profissional em entrar na carreira é preciso ficar atento a algumas características mínimas de um atleta de natação, como ter um bom fôlego, disponibilidade de tempo, garra, força física, paciência, determinação, habilidade com esportes em geral, capacidade de concentração, disciplina e principalmente responsabilidade.

Se você se enquadrou na maioria desses adjetivos você pode sim experimentar ser um nadador profissional. Não existe nenhuma formação acadêmica para ser um profissional de natação, a maior escola de qualquer esporte são realmente os treinamentos que trazem aprendizado e condições mínimas para se ter sucesso no esporte, o nadador geralmente participa de diversos campeonatos que juntamente com os treinos podem ser aproveitados para se ter uma maior experiência de nado.

O dia a dia de um nadador profissional não é moleza e consiste em treinos constantes, musculação, hidroginástica, preparo físico diário, exames mensais, alimentação orientada e uma série de atividades que são fundamentais para que o nadador possa ter um sucesso profissional em sua carreira. Seja qual for o seu interesse, é extremamente importante a prática de esportes seja ela profissional ou não. 

Por Paulo Victor Bragança

Muitas crianças quando são questionadas sobre o que serão quando crescer, dizem que serão Marinheiros e envolvem toda uma fantasia sobre a profissão.

O Marinheiro é um profissional militar que está ligado à força armada da Marinha que é responsável pelas defesas das áreas litorâneas do Brasil. Para se tornar um Marinheiro é importante ter algumas qualidades como responsabilidade, seriedade, força de vontade, coragem, raciocínio rápido, força física, resistência, instinto de sobrevivência, capacidade de receber ordens e capacidade de respeitar hierarquias.

Quando se completa 18 anos no Brasil, todo o cidadão homem deve se alistar em uma das forças armadas do Brasil e se por alguma razão for convocado deve seguir o serviço obrigatório e pode, se quiser, continuar seguindo uma carreira militar.

Ingressando na Marinha o militar passa por diversos testes para crescer em sua carreira militar, é possível ingressar na marinha através de concursos públicos que podem ser disponibilizados em níveis superior, médio e fundamental.

No curso de ensino médio é oferecido três anos do currículo escolar intenso, em regime de internato com diversos treinamentos físicos. O Marinheiro orienta e controla o conjunto de navios que transportam mercadorias e realizam comércio, defendendo todos os interesses nacionais, assegurando a segurança da navegação e contribuindo com todos os assuntos relacionados ao mar.

Como se viu, as forças armadas são o destino e sonho de diversas pessoas que desejam ingressar em uma carreira militar, é preciso entender que as forças armadas são instituições sérias que oferecem oportunidades de crescimento, é preciso que o militar tenha objetivos claros e prossegui-los para se conseguir conquistar êxito em sua carreira.

A Marinha foi iniciada em 1736 no Brasil por D. João V de Portugal, antes mesmo da independência do Brasil, e tem o papel de destaque em acontecimentos variados como a guerra da Cisplatina, e outros movimentos que se iniciaram no Período Regencial.

Por Paulo Victor Bragança

Nunca foi tão fácil adquirir uma formação em qualquer matéria, adaptada a todas as necessidades e preços para atender a todos os formatos de orçamento. No entanto, nem sempre é fácil identificar onde encontrar a formação que melhor se adapta às necessidades de cada um, que podem variar de acordo com o objetivo que você quer alcançar e da disponibilidade de tempo, dinheiro e localização.  

Alguns profissionais, sejam empregados ou empreendedores, perguntam-se como procurar uma formação adequada para melhorarem suas carreiras. Abaixo você encontrará algumas maneiras em que você poderá fazer isso:

– Livros e e-Books:

Uma opção bastante prática para aumentar seus conhecimentos é a leitura de livros e e-books relacionados com o tema que você deseja evoluir. Se bem escolhido, um livro fornecerá uma perspectiva sobre determinada questão, além de ser uma excelente auto-formação. A maioria dos livros tem um custo moderado, tendo em vista os benefícios que eles podem lhe trazer. Por outro lado, a oferta de livros digitais, os e-books, tem se expandido amplamente e muitos títulos podem ser encontrados em formato eletrônico, com o benefício de ter o preço e o volume reduzido.  

– Blogs e vídeos:

Essas opções normalmente são gratuitas. Ou seja, não há motivo para você não aceitá-las se estiver conectado à internet boa parte do seu dia e precisar de um treinamento ou conhecimento em determinada área. 

Blogs e vídeos online são bastante recomendados para adquirir conhecimento de questões muito específicas. No entanto, eles não são os meios mais adequados para ter uma perspectiva sobre o assunto, visto que diversos autores podem ser tendenciosos. Procure boas referências para acessar bons blogs e assistir a ótimos vídeos.

Lembre-se que qualquer um pode escrever um blog ou gravar um vídeo e compartilhá-lo na internet. Por isso use de critério para analisar bons conteúdos.  

– Cursos online:

Essa tem sido uma das maiores fontes de treinamento do mundo moderno. Com o avanço da tecnologia e disponibilidade de acesso à internet, as pessoas podem estudar sem sair de casa. A vantagem dos cursos online é que, em primeiro lugar, é mais acessível para adquirir formação.  

As escolhas para realizar um curso online são vastas. Mas é aconselhável que procure referências de boas instituições para que você realmente aprenda com um determinado curso.

Por William Nascimento

Atualmente, conseguir alcançar os objetivos é algo que depende, na maioria dos casos, de um fator psicológico, uma vez que acreditar que é possível chegar onde almeja é um fator preponderante frente ao sucesso que almeja.

Sendo assim, vamos abordar alguns fatores de fundamental importância para aquelas pessoas que precisam de algumas dicas e atitudes para chegar aos seus objetivos.

O primeiro passo para subir um degrau na vida é ter consciência de como estamos hoje e ter em mente o que é necessário para chegar ao nosso principal objetivo, isto é, o que nós realmente queremos na vida.

Todavia, é importante destacar que o que muitas vezes tem impedido as pessoas de chegarem onde querem está na própria mente, em características como “pensar em desistir”, “pensar que não vai conseguir” ou não saber onde se quer chegar. Em seguida, defina o que te faz completamente feliz, pois isso pode revelar o seu talento e te fazer um expert no que você gosta.

Faça uma autoavaliação a respeito do que você faz hoje. Isso é o que te faz feliz e é um passo que te possibilita chegar ao seu objetivo? Perguntas como essas devem ser feitas com certa constância, pois um passo errado pode nos fazer demorar mais tempo na busca de nossos sonhos.

Ressalte-se que para trabalhar motivado temos de estar em algo que somos apaixonados. E para que isso ocorra é necessário disposição, disciplina e sabedoria para agarrar as oportunidades que surgirem no meio do caminho.

Por fim, você precisa ter consciência, isto é, projetar sua vida com o pé no chão, decidindo quem é você, onde pretende chegar e o que você realmente quer realizar. Tudo o que fizer, faça da melhor maneira possível, com o máximo de competência, e fuja de toda e qualquer distração que surgir no meio do caminho.

Caso necessário, peça feedback e orientações de alguns profissionais. 

Por Luciana Viturino

A PageGroup, empresa especializada no setor de recrutamento de pessoas, divulgou recentemente os resultados obtidos por meio de uma pesquisa realizada pela mesma. De acordo com os dados que foram levantados cerca de 92% dos profissionais dos mais variados níveis hierárquicos pretendem não se manter parados no mesmo lugar no mercado de trabalho pelos próximos dois anos.

Um detalhe interessante de se observar é que o fato de “não parar em emprego algum” de certa maneira está mais relacionada a jovens em início de sua jornada no mercado de trabalho. Porém, esse aspecto não está restringindo apenas a eles.

De acordo com Sérgio Sabino, o diretor de marketing da PageGroup, em matéria para a Infomoney, a vontade de querer mudar de emprego também é encontrada em profissionais que já contam com mais de dez anos de experiência profissional no mercado.

Ao que tudo indica a experiência ou ainda o tempo em que o profissional já se encontra no mercado de trabalho não tem representado para uma boa parte deles um obstáculo para que novos desafios e a busca por um aprendizado contínuo possam ser iniciados.

Outro detalhe que Sabino aponta, é que para este nível de profissionais também há uma busca mais forte na questão do nível profissional. Talvez estejam se espelhando em parte nos jovens com menos de 30 que são profissionais de sucesso no mercado.

De acordo com as informações apresentadas na pesquisa, que levou em consideração a opinião de 800 profissionais e foi realizada no mês de maio deste ano, essa rotatividade encontrada no mercado se fundamenta em especial na falta de oportunidade, no desejo de poder trabalhar em empresas maiores e um salário que não é compatível com o mercado ou ainda com as necessidades profissionais do individuo.

Conforme o estudo da PageGroup quem tem menos de dez anos no mercado troca de emprego principalmente pela falta da oportunidade de crescimento, um percentual de 22%.

No caso de quem já tem mais de dez anos de vida profissional o motivo é o mesmo, mas o percentual é maior sendo de 27%.

Por Denisson Soares

O profissional de adestramento atua na educação de animais diversos, como o cachorro ou até um pássaro. O profissional faz treinamentos com animais em diversas situações, visando conseguir atingir um controle sobre ele adquirindo um melhor comportamento e respeito.

O objetivo do dono do animal vai definir qual o tipo de adestramento será aplicado, os tipos vão desde adestramentos básicos até treinamentos para cães-policiais ou cães-guias.

Para se tornar um adestrador é preciso ter um perfil que traga como qualidades a responsabilidade, paciência para saber interagir e persistir com animal até que ele aprenda, metodologia, dinamismo, gostar de animais, capacidade de observação, agilidade e organização.

Para se tornar um adestrador não é necessária uma formação acadêmica, mas é necessário aprender as técnicas de adestramento através de cursos que muitas vezes são requisito para se conquistar serviços. Para cada técnica existem cursos específicos que são muito importantes para que o profissional desempenhe suas atividades da melhor maneira possível. 

É preciso conhecer o animal que será adestrado, através de conversas com o dono, e descobrir qual a metodologia será aplicada para que o objetivo seja conquistado.

Nenhum tratamento pode ser executado à base de violência, mas é necessário que se trate bem o animal oferecendo recompensas a cada vez que ele se supera em seu aprendizado, sempre mostrando e exemplificando ao dono os avanços conquistados.

O mercado de trabalho teve um crescimento muito grande e está estável, em uma situação de crescimento lento, mas as perspectivas são de amplo crescimento devido à constante crescente população de animais de estimação e a cada vez maior humanização dos animais que hoje são membros da família.

Como uma criança, se aprende a andar e falar através de estímulos humanos, um animal também recebe esses estímulos através do adestrador.

É importante salientar que o adestrador é uma pessoa autônoma e os valores que são cobrados dependerá do seu nível de preparação e especialização. 

Por Paulo Victor Bragança