O mercado de trabalho hoje sofre muitas modificações, além de se tornar cada vez mais virtual, há um aumento na prestação de serviços e uma maior mobilidade entre funcionários e empresas.

Até pouco tempo era comum encontrarmos funcionários de longa data nas empresas, com um plano de carreira estável, hoje o que se vê é uma alta rotatividade nos cargos, que também possuem funções mais amplas.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em muitos casos, não está sendo respeitada, e empresas de pequeno e médio porte contratam funcionários “terceirizados”, mas com horários controlados e sem direito a férias ou décimo terceiro salário.

Por outro lado, aqueles que se dedicam à prestação de serviços com empresa constituída ou em modo home office encontram muitas possibilidades de negócios e facilidades em constituir uma rede de clientes.

O desafio deste tempo é encontrar o equilíbrio entre essas relações e considerar as mudanças do mercado na regulamentação do trabalho.

Por Júlia de Lucca