O 2º Distrito Naval da Marinha do Brasil está com as inscrições abertas para Estágios de nível superior.

Ao todo, o certame oferece 16 vagas para os profissionais no EAS – Estágio de Adaptação e Serviço e de Serviço Técnico (EST) como Oficial da 2ª classe da Reserva da Marinha.

As vagas serão para os estados da Bahia, Sergipe e Minas Gerais. As áreas contempladas são para as áreas técnicas de Apoio à Saúde e Engenharia. Exige formação superior em Direito, Pedagogia, Enfermagem, Nutrição, Engenharias Civil, Mecânica e Naval, Arquitetura, e Urbanismo e Ciências Contábeis. Para isso os profissionais devem apresentar registro nos respectivos órgãos de classe, idade entre 18 e 45 anos. Altura mínima de 1,54m e máxima de 2,00m para ambos os sexos.

Os interessados em participar da Seleção podem comparecer ao Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 2º Distrito Naval até o dia 20/02/2015, das 9h às 16h. Eles devem preencher e entregar nos prazos e locais designados pelo comando do 2°Distrito Naval os formulários constantes dos Anexos C, D e E.

Todo o processo será gerenciado por intermédio do Serviço de Recrutamento Distrital do Comando do 2° Distrito Naval, situado na Avenida das Naus, S/N, Comércio, Salvador-BA, telefone: (71) 3507-3877 e e-mail: servico.militar@2dn.mar.mil.br.

Os inscritos serão avaliados por meio de verificação da documentação, Entrevista, Inspeção de Saúde e Verificação de dados biográficos. Este terá como propósito verificar se o voluntário preenche os requisitos de idoneidade moral e de bons antecedentes de conduta para ingresso na Marinha, de acordo com o art. 11 da Lei nº 6880/1980 (Estatuto dos Militares), por meio de consultas às Secretarias de Segurança Pública Estaduais, às Superintendências Regionais do Departamento de Polícia Federal, dentre outros órgãos, utilizando-se como base o Questionário Biográfico Simplificado (Anexo D) do edital. Todas as fases serão eliminatórias. O resultado final com a lista dos candidatos aprovados será divulgado no endereço eletrônico do Comando do 2º Distrito Naval em www.mar.mil.br/com2dn/sevmilitar.html.

Acesse o edital no site www.mar.mil.br.

Por Alexandre de Sá

Muitas crianças quando são questionadas sobre o que serão quando crescer, dizem que serão Marinheiros e envolvem toda uma fantasia sobre a profissão.

O Marinheiro é um profissional militar que está ligado à força armada da Marinha que é responsável pelas defesas das áreas litorâneas do Brasil. Para se tornar um Marinheiro é importante ter algumas qualidades como responsabilidade, seriedade, força de vontade, coragem, raciocínio rápido, força física, resistência, instinto de sobrevivência, capacidade de receber ordens e capacidade de respeitar hierarquias.

Quando se completa 18 anos no Brasil, todo o cidadão homem deve se alistar em uma das forças armadas do Brasil e se por alguma razão for convocado deve seguir o serviço obrigatório e pode, se quiser, continuar seguindo uma carreira militar.

Ingressando na Marinha o militar passa por diversos testes para crescer em sua carreira militar, é possível ingressar na marinha através de concursos públicos que podem ser disponibilizados em níveis superior, médio e fundamental.

No curso de ensino médio é oferecido três anos do currículo escolar intenso, em regime de internato com diversos treinamentos físicos. O Marinheiro orienta e controla o conjunto de navios que transportam mercadorias e realizam comércio, defendendo todos os interesses nacionais, assegurando a segurança da navegação e contribuindo com todos os assuntos relacionados ao mar.

Como se viu, as forças armadas são o destino e sonho de diversas pessoas que desejam ingressar em uma carreira militar, é preciso entender que as forças armadas são instituições sérias que oferecem oportunidades de crescimento, é preciso que o militar tenha objetivos claros e prossegui-los para se conseguir conquistar êxito em sua carreira.

A Marinha foi iniciada em 1736 no Brasil por D. João V de Portugal, antes mesmo da independência do Brasil, e tem o papel de destaque em acontecimentos variados como a guerra da Cisplatina, e outros movimentos que se iniciaram no Período Regencial.

Por Paulo Victor Bragança