Pesquisa revelou que é preciso ter diversidade entre os gêneros nas lideranças das empresas. As mulheres trazem maior rendimento, evitando fracassos das empresas onde são líderes.

Segundo pesquisas internacionais mulheres que têm participação na decisão de empresas podem melhorar o rendimento econômico, evitando fracassos. No Brasil, o aumento de executivas femininas está em constante evolução, transformando o perfil empreendedor das empresas.

Um estudo realizado na Universidade de Leeds comprova que mulheres que administram seus próprios negócios ou participam de decisões de forma direta de outras empresas, têm 27% menos risco de decretar falência, se comparada a grupos administrativos compostos apenas por homens. Ainda segundo o estudo, o risco de falência cresce conforme o número de mulheres aumenta, comprovando que a diversidade entre os gêneros é importante para obter sucesso.

As mulheres são excelentes ouvintes e costumam ser mais compreensivas do que os homens. Dessa forma, elas são capazes de compreender exatamente o que o cliente quer e precisa, tornando a relação com os clientes mais agradável, deixando-os satisfeitos.

Elas também costumam ser bastante sociáveis, o que garante uma taxa maior de colaboração e criatividade em projetos empreendedores. Além disso, mulheres se sentem aptas para trabalhar em diversas áreas, e se comunicar com os conhecidos e desconhecidos, o que impulsiona novos projetos.

Mulheres estão sempre envolvidas com notícias e informações recentes. Elas costumam aplicar tais conhecimentos em negociações com clientes, já que superam os homens na capacidade de guardar informações e executar várias tarefas ao mesmo tempo.

As mulheres trabalham melhor em grupo do que os homens. Elas não têm medo de lidar com questões e resolver atritos.  A pesquisa mostra que grupos onde há a participação feminina possui maior inteligência coletiva. Além disso, as mulheres possuem competitividade saudável entre si.

Atualmente, mulheres estão à frente de empresas, partidos e até mesmo governos. Em território nacional as mulheres possuem 23% de participação em decisões importantes em empresas. Nos Estados Unidos, as mulheres que lideram empresas ganham cerca de seis milhões de dólares a mais do que os homens.

Por Wendel George Peripato

Para liderar uma equipe é preciso muita dedicação diariamente. Para ter resultados satisfatórios pode-se aperfeiçoar essa competência.

Liderar uma equipe exige comprometimento e muita determinação. Não é fácil lidar com diferentes tipos de personalidades no dia a dia, principalmente, em situações de conflito. O líder inspira e passa confiança para a sua equipe de trabalho, por isso, ele precisa saber conversar, argumentar e ter uma postura própria no ambiente corporativo. Mas, como aperfeiçoar essa competência na Organização? Confira algumas dicas!

– Leitura: a chave de tudo!

A leitura é uma das principais maneiras para adquirir e compartilhar os conhecimentos. Como líder, você tem o hábito de ler? É fundamental procurar dicas em artigos ou livros sobre as áreas que você tem mais dificuldade ou quer ampliar uma determinada informação, por exemplo. Além disso, no mercado, existem vários cursos específicos de liderança. Que tal investir em um? Desta forma, você poderá repassar mais conhecimento para a sua equipe de trabalho ou esclarecer dúvidas que são comuns na área. Outra dica é que você pode ir montando uma pequena biblioteca na sua casa com os principais livros da área.

– Tenha ao seu lado pessoas de confiança.

Como é a sua vida social? Tenha pessoas de confiança ao seu lado, não só no trabalho, mas na vida pessoal também. Seus amigos, por exemplo, podem compartilhar informações importantes com você ou mesmo passar dicas preciosas, que você nem tinha ideia. Por isso, como líder, procure ampliar o seu círculo social. Porém, antes de expor os assuntos relativos do seu trabalho, tenha confiança na pessoa para que ela possa escutar e ajudar a encontrar uma solução para a situação.

– Confie em você e seja persistente.

Os desafios existem para serem superados, por isso, seja persistente e enfrente os seus medos, principalmente, quando os resultados não forem esperados. Lembre-se de que como líder você é o exemplo e a referência da sua equipe, portanto, demonstre capacidade e vontade para crescer e lutar pelas coisas que almeja.  

Por Babi

Ser otimista e ter autoconhecimentos fazem com que o profissional se destaque como líder. Os líderes conseguem encarar os desafios de forma confiante e encontrar soluções assertivas.

As empresas buscam profissionais com perfil de liderança, sobretudo no mercado que está competitivo. Como você encara os problemas na sua Companhia? A forma que a pessoa lida com isso faz toda a diferença na sua vida profissional. Profissionais que são otimistas e têm autoconhecimento destacam-se nas empresas e muitas vezes são reconhecidos como líderes. Você se enquadra nesse perfil? Sabia que o otimismo é fundamental para manter uma boa liderança?

É fato que a liderança é um atributo valorizado em muitas Organizações e o profissional pode desenvolver essa característica, por exemplo. Existem atitudes e pensamentos que exercem influência sobre as pessoas e que colaboram para a formação de um novo líder como, por exemplo, o otimismo, que é essencial no dia a dia e também nos períodos de crise, que pode atingir a empresa.

Os líderes devem procurar encarar os problemas de frente e de forma confiante. Obstáculos sempre vão surgir, mas eles devem ser vistos como aprendizados. Soluções precisam ser encontradas de forma rápida nos momentos difíceis, por isso, o otimismo é um atributo que facilita a busca por um bom resultado. O líder é visto como um exemplo pela equipe e por isso precisa passar não só confiança, mas também segurança. Ao criar um ambiente com muita positividade e otimismo, é possível manter a calma e a tranquilidade e procurar avaliar o lado bom da situação e não focar somente na parte negativa.

Os líderes que são otimistas também conseguem se comunicar com facilidade e contagiar a empresa e desta forma propicia-se um bom clima para o trabalho. Por meio da comunicação, o líder passa a sua visão para os outros membros do grupo e como consequência isso é refletido e todos ficam motivados a trabalhar melhor e pensar no futuro, mesmo que o momento presente não seja bom.

O otimismo é um atributo associado ao sucesso, por isso, os líderes devem cultivar bons pensamentos e ter atitudes que sirvam de exemplo e possa inspirar outras pessoas no ambiente de trabalho. 

Por Babi

A rede Walmart está contratando profissionais para cargos de chefia e liderança. As vagas atenderão as lojas da Grande São Paulo e também em Minas Gerais.

Os pré-requisitos exigidos são: Ensino Médio completo, disponibilidade para atuar em outra cidade e experiência no varejo e na sua área de atuação.

Os currículos serão recebidos até o dia 30 de janeiro de 2011 pelo e-mail: brchtdse@walmart.com

Os benefícios oferecidos são: Assistência Médica e Odontológica, Vale-Transporte, Seguro de Vida e claro, a remuneração correspondente a cada cargo. 

Além dos pré-requisitos já descritos, os candidatos precisam ter habilidade para lidar com clientes e funcionários.

Quem não tem experiência em cargos de liderança, não precisa ficar desmotivado, há também chance de conseguir um emprego na Walmart consultando o quadro de vagas que está disponível no site da empresa: www.walmart.com.br.

Basta clicar no link trabalhe conosco que poderá consultar as vagas oferecidas e caso interesse, saberá como enviar o curriculum por meio do próprio site.

Por Silvia Baptista.

A empresa de recrutamento Monster Brasil, precisa de Gerente Nacional, Vice-Presidente de Finanças e Gerente de Marketing.

As vagas são para a cidade de São Paulo, e os candidatos deverão possuir inglês fluente e disponibilidade de viagens. O Gerente Nacional atuará na construção dos negócios da empresa no país, e deverá possuir experiência em vendas e marketing.

O Vice-presidente de Finanças será responsável pelo gerenciamento da estratégia e tática financeira da empresa. É necessário experiência na área em uma multinacional e pós-graduação.

Já o Gerente de Marketing deverá desenvolver estratégias de marketing em B2B e B2C, possuir experiência em ferramentas como Google Analytics, WebTrends ou Atlas Media.

Todos os candidatos deverão enviar os seus currículos em inglês para endereço divulgado no site da empresa www.monster.com.br.

Com o aumento da complexidade das atividades econômicas, as empresas passaram a exigir dos colaboradores múltiplas habilidades. É preciso saber um pouco de tudo, e estar preparado para situações inesperadas e para o improviso.

O mercado de trabalho está numa fase em que ser especializado demais em uma única área já não corresponde às expectativas das organizações. São cobradas habilidades de liderança, gerenciamento e planejamento. Um bom funcionário que é competente exclusivamente na parte técnica já começa a perder terreno para aqueles que agregaram competências extras.

Comece a sair da “zona de conforto” do seu saber técnico-científico e corra atrás daquilo que a empresa espera de você num universo mais amplo.

Nas equipes de trabalho atuais, é preciso estar atento para que cada membro não fique sobrecarregado ou com excesso de trabalho. É fundamental que cada um saiba sua função e possa colaborar o máximo possível para o sucesso do grupo. Se você tem o papel de lider, não há maneira melhor de conseguir isso do que ser um facilitador.

Facilitador no ambiente corporativo é aquele que não entrega soluções prontas para os problemas e desafios do dia a dia, mas sim motiva e instiga os demais a encontrar caminhos por si mesmos.

Resolver tudo sozinho não estimula a criatividade das pessoas; pelo contrário, só a poda. E não há nada melhor que ver uma equipe dando as mãos e se esforçando para superar obstáculos e obter crescimento.

Ajude a sua equipe a pensar por si mesma fornecendo estímulos adequados. Você verá que o resultado será muito compensador.

No trabalho, as cobranças são inevitáveis. Todos estão sempre exigindo algo uns dos outros. Isso é bastante normal, mas muitas vezes demandar demais dos semelhantes pode ser falta de se colocar no lugar deles.

Tentar vivenciar o que as outras pessoas passam é importante não só na empresa como na vida. Todos tem seus fardos para carregar. Muitas vezes exigências excessivas nascem da incapacidade de perceber as coisas pelas quais as outras pessoas passam. A compreensão das mazelas alheias é parte daquilo que torna os seres humanos diferentes. É necessário ter sensibilidade para não cobrar dos outros mais do que a si próprio, pois isso na maior parte dos casos acaba sobrecarregando as pessoas.

Aprenda a vivenciar aquilo que seus colegas de trabalho sofrem. Assim você demonstrará que não é feito de “ferro” e que não é melhor nem pior do que eles.

Afinal de contas, você possui um chefe ou um líder? Sabe qual a diferença?

Pois veja. Nem todo chefe é um líder. Mas um líder tem tudo para ser um excelente chefe.

Normalmente os entitulados “chefes” não estão muito envolvidos com a equipe e, dessa forma, acabam por desmotivar as pessoas que estão em sua volta.

Já os líderes são pessoas que estão lado-a-lado com seus colaboradores, acompanhando sua produtividade, analisando os resultados, orientando e sobretudo valorizando o profissional que faz parte de sua equipe de trabalho.

Seu chefe é daqueles que é acomodado. As decisões são lentas, os processos estão engessados, a comunicação com a alta administração da empresa é ineficiente. Pode ser a hora de a alta cúpula pensar em uma substituição.

Um chefe despreparado e sem iniciativa prejudica o trabalho de um setor ou mesmo da empresa toda. A equipe fica sem liderança, desmotivada e não produz.

Um bom chefe além de bom administrador de processos, precisa ser um líder. Ele tem que ser capaz de coordenar os colaboradores de maneira tal que eles se sintam satisfeitos em executar tudo o que é pedido.

Não tenha medo de trocar as chefias em sua empresa. Um mudança feita na hora certa pode significar um salto enorme de qualidade e produtividade.

Quem nunca sonhou em assumir um cargo de direção na empresa? Quem nunca se inspirou em um chefe competente e bem-sucedido? Mas será que você está preparado ou tem perfil para um cargo de liderança?

Um bom chefe é acima de tudo um líder. Um indivíduo sensato, que ouve a equipe, é observador, justo e equilibrado. Não privilegia ninguém em detrimento de outros.

Toma decisões baseado em fatos concretos e não em suposições. Sabe separar vida pessoal e profissional. Mantém sempre em foco as metas a serem atingidas pela empresa e mostra à equipe a importância de se alcançar esses resultados.

Lembre-se sempre: chefes carrascos estão fora de moda. Não é com ameaças, coações, intrigas e gritos que você será um líder de sucesso.