Uma medida tomada pelo governo pretende afastar a possibilidade de ações fraudulentas contra o trabalhador. Nesta semana, o ponto eletrônico foi regulamentado pelo Ministério do Trabalho.

A portaria nº 1.510 estabelecida pelo ministro do trabalho Carlos Lupi enumera diversas regras que deverão ser obedecidas pelos empregadores e funcionários. As novas definições têm o objetivo de proteger ambas as partes, regularizando a jornada de trabalho e facilitando a fiscalização realizada pelo Estado.

Do ponto de vista do empregador, o ponto apresenta vantagens em relação aos métodos de ponto manual, pois reduz as chances de alteração dos dados e agiliza o processo de transmissão de informações para a folha de pagamento.