A Associação Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP/OS) está disponibilizando novas vagas através do seu exame seletivo. Ao todo estão sendo oferecidas 50 oportunidades para o cargo de Professor Temporário. Os profissionais irão ministrar aulas técnicas nas cidades de: Garanhuns, Olinda, Araripina, Caruaru e Serra Talhada. Além dos postos que serão preenchidos na função de Professores, será formado uma lista de candidatos na modalidade de cadastro reserva.

Os Professores irão atuar nas seguintes áreas: Química, Comunicação Visual, Zootecnia, Eletroeletrônica, Alimentos, Modelagem do Vestuário, Administração e Desenho. Os rendimentos serão pagos por dia trabalho. Os valores irão oscilar de R$ 20,60 até R$ 46,35 por dia, conforme a área em que o funcionário estiver atuando.

As pessoas interessadas em concorrer a uma das vagas, poderão se inscrever no seguinte site: www.itep.br. O prazo das inscrições será encerrado no dia 18 de março no horário de 16h.

O processo seletivo consistirá em avaliação de títulos, exame didático e entrevista com os gestores, onde os candidatos serão classificados.

Para se inscrever no certame é necessário que os candidatos tenham nível superior de escolaridade ou mesmo uma formação técnica referente ao ramo de atuação profissional. É necessário que a pessoa seja brasileira e estar com a documentação eleitoral e militar atualizada. Outro requisito é ter acima de 18 anos na data em que for assinado o contrato; estar atuando na profissão há pelo menos três meses; ter uma noção básica na área de educação profissional técnica e tempo disponível para participar de treinamentos e realizar viagens.

A ITEP é uma associação civil de direito privado, que tem a finalidade de elaborar e divulgar os cursos, montar projetos de pesquisas, oferecer uma formação no ramo de Ciência e Tecnologia e possibilitar o desenvolvimento tecnológico, a fim de possibilitar o crescimento econômico e uma qualidade de vida para a região de Pernambuco e também em outras localidades do Brasil, como por exemplo, o nordeste. 

Por Felipe Couto de Oliveira