O INSS de João Pessoa (Paraíba) abriu seleção para preenchimento de 11 vagas e formação de cadastro de reserva para estagiário de Direito. Para poder participar do processo seletivo, o candidato deve estar cursando a partir do 5º período do curso de Direito em instituição reconhecida pelo MEC.

A carga horária semanal de estágio é de 30 horas. Os benefícios e o valor da bolsa-auxílio não foram informados pela instituição.

As inscrições para a seleção estão sendo realizadas na unidade do INSS em João Pessoa, que fica situada na Rua Odon Bezerra, nº 100, Roger, João Pessoa/PB. O horário para se inscrever é das 07h30 às 17h30 e poderão ser feitas até o dia 8 de abril, de segunda a sexta-feira. Para mais informações, os interessados podem ligar para o número de telefone (83) 3241-1655.

Os candidatos serão selecionados através de uma prova objetiva e discursiva que será aplicada no dia 16 de abril das 09h00 às 13h00. O resultado final com a lista dos aprovados será divulgado no dia 11 de maio, através do endereço eletrônico www.agu.gov.br/pfeinss.

Por Andrea Gomes

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já recebe inscrições de médicos para trabalhar temporariamente em 14 regiões no estado de São Paulo.

Além dos municípios paulistas, as cidades de Maceió (Alagoas), Teresina (Piauí), João Pessoa (Paraíba) e Itabuna (Bahia) também vão contratar médicos para continuar os atendimentos no INSS enquanto se mantém a greve dos peritos médicos do Instituto.

Podem se inscrever médicos devidamente cadastrados no Conselho Regional de Medicina. Os médicos contratados temporariamente atuarão nas Agências da Previdência Social.

As inscrições em São Paulo serão recebidas até 14 de setembro, nas gerências executivas do INSS.

Os endereços das unidades estão disponíveis no site: www.previdenciasocial.gov.br.

Por Luana Neves

A legislação trabalhista e previdenciária brasileira garante uma série de direitos aos colaboradores devidamente registrados. Dois desses direitos são a aposentadoria e uma espécie de “poupança” compulsória chamada Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Toda organização deve recolher mensalmente essas  duas contribuições de todos os trabalhadores registrados no regime CLT.

É muito importante que as pessoas verifiquem se estes valores monetários estão sendo devidamente depositados. Algumas empresas, ao passarem por dificuldades ou agindo de má fé, deixam de fazer os depósitos por certos períodos ou até mesmo nunca chegam a fazê-los. Isso além de imoral, é ilegal e dá direito ao empregado de recorrer à Justiça.

Fique de olho para ver se a companhia está honrando com sua parte das contribuiçõe sociais a que você tem direito. Garanta assim um futuro tranquilo com aposentadoria assegurada e  também a chance de poder usar seu FGTS em momentos oportunos.