A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) faz parte da administração pública indireta e é considerada uma empresa pública brasileira cujo vínculo se dá com a Secretaria de Aviação Civil.

A data de sua criação é 12 de dezembro de 1972, através da Lei número 5.862. Sua principal missão é a administração dos principais aeroportos do país, o que totaliza um total de sessenta e seis aeroportos atendidos.

De acordo com dados de 2011, no referido ano houve movimentação de 180 milhões de passageiros e lucro líquido de 370,8 milhões de reais. Seu atual presidente é o Senhor Antônio Gustavo Matos da Vale e a Infraero tem aeroportos sob sua administração em todas as regiões do país, a saber, norte, sul, sudeste, nordeste e centro-oeste.

Dos aeroportos administrados pela Infraero, os cinco mais movimentados em número de passageiros são os seguintes: Aeroporto Internacional de Guarulhos, Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro-Galeão, Aeroporto de Congonhas/São Paulo, Aeroporto Internacional de Brasília e Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins.

Para jovens interessados em trabalhar na Infraero, existe a oportunidade estágios para diversos estudantes, sejam do ensino médio profissionalizante ou de nível superior, desde que as instituições de ensino sejam reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Segue o link para mais informações: www.infraero.gov.br. Sobre concursos, no site da empresa também há a opção para os interessados obterem informações, e o melhor, com facilidade e simples acesso.

Sobre contratação de funcionários, a Infraero está com edital de concurso em aberto desde 2 de julho, com o intuito de contratação para obras de construção de mais um terminal de passageiros no Aeroporto de Vitória, Eurico de Aguiar Salles. O edital completo pode ser consultado através do seguinte link: www.infraero.gov.br.

Só no supracitado aeroporto baiano, a Infraero investiu aproximadamente R$ 45 milhões em obras e projetos de modernização, além da construção de uma nova torre de controle, o que permite maior qualidade na prestação de serviços.

Por Vinicius Cunha