Mesmo com a crise que assola o Brasil, alguns profissionais conseguem se destacar na empresa onde trabalham e alcançam boas promoções.

Você conhece alguém que se destaca na empresa por sua competência pessoal? Existem profissionais que são alinhados com a Organização, enfrentam desafios, buscam solucionar problemas e conflitos, e muitas vezes são vistos como líderes. Mesmo com o mercado em crise, há pessoas que se destacam e conseguem uma boa promoção na Organização em que trabalham. Que tal conhecer algumas habilidades destes profissionais?

– A escolha do local certo:

Devido ao autoconhecimento, os profissionais que desejam uma promoção sabem escolher o local certo para desenvolver e mostrar o seu talento. As pessoas conhecem os seus valores, culturas e quando são compatíveis com a Organização se destacam e são reconhecidos pelos seus gestores. Portanto, é fundamental que o profissional esteja alinhado com os valores e culturas do local em que trabalha.

– Qual o objetivo do seu chefe?

Os profissionais estão ligados ao objetivo do superior, do chefe e dos gestores. Como querem crescer na empresa, eles sabem que é fundamental conhecer os objetivos para poder crescer e alcançar os resultados almejados. Assim, os profissionais sabem que é preciso demonstrar interesse, querer conhecer o negócio e fazer a diferença.

– A importância da responsabilidade:

Os profissionais sabem da sua responsabilidade e permanecem fielmente aos seus objetivos pessoais. Eles se concentram nas suas atividades diárias e esforçam-se para conseguir os melhores resultados, porque querem o sucesso. Desta maneira, priorizam as atividades buscam ter um olhar estratégico dentro da Companhia em que trabalham. Além disso, buscam agir de maneiras diferentes, até encontrar a que se adeque melhor aos seus objetivos.

– O gerenciamento do tempo:

É importante estabelecer uma pausa entre uma tarefa e outra, para que a concentração possa ser eficaz e a produtividade. Os profissionais sabem que relaxar e dar um tempo para a mente, além de recarregar as energias, auxilia a produtividade e a encontrar melhores soluções nas atividades do cotidiano da Organização.

Gostou das dicas? Deixe a sua opinião e sucesso! 

Por Babi

Segundo os autores Curt Coffman e Marcus Buckingham, habilidades são aprendidas, enquanto talento não pode ser ensinado.

A sociedade moderna se utiliza de muitas ferramentas de aprendizado, algumas passíveis de classificação e outras apenas adquiridas por conta da vivência. Basicamente dividimos as qualificações humanas em habilidade, conhecimento e, porque não, talento? São aspectos diferentes que complementam as características de um indivíduo e que são determinantes para sua vivência no contexto de sociedade em que está inserido. Segundo os autores Curt Coffman e Marcus Buckingham no livro "FIRST BREAK ALL THE RULES" habilidades são aprendidas, enquanto talento não pode ser ensinado.

O conhecimento diz respeito ao que o indivíduo sabe, podendo ser algo tangível, como conhecer as praias do Rio de Janeiro, as regras da Trigonometria (regra da Matemática que estuda os triângulos) ou menos tangível, como as tarefas que se aprende com a experiência. O conhecimento é algo que se aprende, que se acumula durante o tempo, podendo este ser adquirido pelo contato com os pais, escolas, por meio de livros, internet e outras fontes.

O conceito de habilidade envolve tarefas, ou seja, algo que o indivíduo tem a capacidade de realizar. Geralmente ligada ao conhecimento, as habilidades dizem respeito ao que o indivíduo sabe fazer, ou seja, quais tarefas ele consegue desempenhar que são frutos do conhecimento prévio mais a experiência. O indivíduo pode até ter o conhecimento em determinada área, mas se não tiver contato com ela, ter uma vivência, dificilmente terá a habilidade de realizar a tarefa com perfeição. Um exemplo de habilidade é a de um músico que aprende as notas e depois aprende a tocar. Aprender as notas é conhecimento e a prática de tocá-lo é a habilidade.

O talento já é algo que define o padrão de ideias, de sentimento ou como o indivíduo age. É a facilidade e a possibilidade dele se destacar por conta de uma habilidade maior ou maior facilidade em aprender. Partindo o exemplo do músico: existem diferentes músicos, mas apenas alguns conseguem alcançar notas mais difíceis e tocar músicas mais complicadas. O talento será a capacidade de sintetizar o conhecimento com a habilidade, garantindo um resultado surpreendente. 

Por Ana Rosa Martins Rocha

Ter algumas habilidades fazem a diferença para o profissional que quer se destacar no ambiente de trabalho.

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, destaca-se o profissional que possuir mais habilidades, pois são estes que realmente interessam às empresas. Por isso, saiba quais são as principais habilidades que um profissional precisa ter para se destacar no mercado de trabalho!

– Inovação:

Hoje o mercado está saturado e isso vale para todas as áreas. Dificilmente uma empresa consegue lançar uma novidade no mercado, que seja realmente interessante para os consumidores. Por isso a inovação tem sido tão procurada nos candidatos às vagas de emprego.

É importante ressaltar que para um profissional ter inovação, não significa apenas que ele deve criar um produto inédito e sensacional, a inovação está presente também ao executar uma tarefa onde o profissional descobre uma forma de fazer o mesmo serviço, porém mais rápido ou gastando menos recursos da empresa.

Gastar menos energia elétrica, gastar menos matéria prima, produzir produtos com mais qualidade, o profissional inovador está sempre trazendo novidades para dentro da empresa.

– Trabalho em Equipe:

Todas as empresas praticamente, na hora de contratar um profissional, querem ter certeza que ele sabe trabalhar em equipe, do contrário, a contratação é cancelada e procuram por um outro candidato.
Saber trabalhar em equipe é de fundamental importância nos dias de hoje. Não há mais espaço para o funcionário que pretende ser o centro das atenções, acumulando todas as tarefas sobre si, como se ele fosse insubstituível na empresa!

Hoje em dia, as empresas valorizam os funcionários que sabem delegar tarefas, que compartilham conhecimento e colaboram com os demais funcionários, tendo o bem coletivo sempre como prioridade.

– Atualização Tecnológica:

Você não vai ficar o dia todo acessando as redes sociais, aplicativos, nem navegando pela internet ou trocando e-mail, muito menos conferindo o seu WhatsApp o tempo todo, mas todo profissional deve ter conhecimentos básicos sobre as novas tecnologias, as ferramentas online, como elas funcionam e caso seja preciso, colocá-las em uso para favorecer o seu trabalho dentro da empresa.

É preciso ter habilidade com a tecnologia que temos disponível no mercado, para usá-la a favor da empresa, isso com certeza vai lhe trazer destaque profissional.

– Tomada de Decisões:

Esta é outra habilidade que faz com que um profissional se destaque no mercado de trabalho. É preciso saber tomar as decisões certas, principalmente quando acontece um imprevisto e também nos momentos de crise.

O profissional que sabe ter sangue frio nas situações mais difíceis para tomar decisões que vão contornar a situação para resolver ou ao menos, amenizar o problema, certamente são os que mais se destacam no mercado de trabalho.

Por Russel

Todas as pessoas nascem com alguma habilidade ou algum talento inato para algo ou para diversas coisas, porém, por conta de algumas crenças adquiridas durante a nossa vida, algumas coisas tendem a ficar incubadas.

Isso tende a piorar numa certa fase da vida, na chamada 'crise dos 30', ou seja, quando já estamos formados e em uma carreira definida. Mesmo assim, a lógica é termos a vida inteira pela frente para praticarmos nossas ações.

Muitos especialistas dizem que pessoas que têm diversas habilidades desenvolvidas possuem mais chances de se darem melhor nas atividades realizadas no cotidiano. Por isso, caso você seja bom com números, por exemplo, tente então fazer uma aula de pintura. Quem for bom na escrita e gostar de escrever, pode ser bom em resolver questões de matemática, ou praticar suas habilidades jogando Sudoku.

Quem quer ser criativo, deve tentar desenvolver diversas habilidades, pois, quanto maior o número de habilidades desenvolvidas, maior a capacidade do indivíduo em ter criatividade.

Quanto mais atividades você experimentar, mais informações seu cérebro processa, e essa lógica vale também para experiências vividas na nossa vida, além de acúmulos de conhecimentos e outras práticas. Ter criatividade nunca é demais e sempre nos ajuda, seja lá qual for o tipo de profissão.

O cérebro possui dois lados para processar informações. O lado direito é considerado o lado que processa a criatividade, ou seja, é onde mais usamos para criar coisas e desenvolver atividades. O lado esquerdo é mais sistemático e dinâmico, pois ele interpreta tudo o que vemos, sentimos, etc.

Todo ser humano tem um dos lados mais desenvolvido que o outro, mas isso não impede ele de treinar os dois lados para tirar mais proveito, afinal, utilizamos somente 10% do nosso cérebro, logo, temos muito o que aprender ainda e a melhor forma de desenvolvê-lo é acumulando conhecimento.

Enfim, procure ler no seu dia a dia, enfrente novos desafios e prefira aprender na prática, assim, você sentirá toda a diferença.

Por Daniela Almeida da Silva

Está preparando o currículo? Então fique atento e inclua nele aquelas habilidades que não são tangíveis, mas que são verdadeiramente importantes na hora em que os empregadores decidem quais candidatos podem estar na lista de novos contratados.

No meio empresarial elas são conhecidas como “soft skills”, nada mais são que habilidades relacionadas às características de personalidade do candidato e são consideradas por grande parte dos empregadores como habilidades fundamentais no momento de decidir qual profissional escolher. Em muitos casos, elas são reconhecidas como requisitos tão importantes quanto às competências técnicas e por vezes são entendidas como mais importantes que esse conhecimento técnico. Estas conclusões foram retiradas de uma pesquisa realizada pelo site CareerBuilder, página web dedicada ao recrutamento, nesta investigação foram pesquisados gestores e profissionais especialistas em gestão de pessoas.

A procura pelo “candidato ideal” é feita verificando que as habilidades intangíveis sejam tão boas quanto os conhecimentos técnicos. Por vezes fica um pouco difícil saber de que tratam essas habilidades de personalidade, assim nem sempre as pessoas quando procuram um posto de trabalho reconhecem em si determinadas características comportamentais e de atitude que podem ser decisivas no momento de desempenhar sua função.

Algumas dessas habilidades tidas em conta são: a habilidade para resolver problemas, assumir desafios, ser confiável, entregar no prazo o que promete, capacidade de motivar, proatividade, doação para o trabalho, enfim, estas são apenas umas das mais importantes e mais solicitadas pelos recrutadores.

Na pesquisa mencionada acima fez-se uma lista das dez habilidades mais consideradas pelas empresas, em primeiro lugar ficou a ética no trabalho e no desempenho das atividades relativas a ele e em último ser confiante e seguro de si.

Quando for montar o seu currículo não cite habilidades que você não possui, pois caso contratado você deverá demonstrá-las e ficará chato se o seu novo chefe descubra que mentiu tão logo no seu primeiro contato com a empresa.

Por Melina Menezes