Duas interessantes reportagens, mostrando pessoas em situações opostas: de um lado, para quem está à busca de um emprego, o fim de ano traz excelentes oportunidades, principalmente no comércio e nos serviços, beneficiados pela movimentação das festas e maiores gastos dos empregados devido ao 13º salário. Muitos desses empregos são apenas isso mesmo, temporários, mas sempre é possível manter o contrato para o resto do ano.

Já para quem está empregado, a situação é outra. O risco, aqui, é perder o emprego. E de bobeira. Basta passar dos limites nas festas de confraternização, como ficar bêbado ou passar cantada nas(ou nos) colegas para sujar a imagem e correr o risco de receber um indesejável cartão vermelho após as festas, ou ainda ganhar fama de pessoa inconveniente.