É comum nos dias de hoje, ao participar de uma entrevista ou seleção, o candidato não ter uma resposta após alguns dias, mesmo que ela seja negativa. Empresas que agem desta forma têm um ponto negativo, pois é muito desconfortável para o candidato.

Contudo, não podemos ficar a mercê de uma vaga assim na qual não sabemos o resultado por parte da empregadora. Desta forma, vamos dar algumas dicas sobre o que fazer quando isso ocorrer.

Primeiramente, o melhor a fazer é tomar iniciativa e em alguns casos, ligar ou enviar um e-mail perguntando pela contratação e reforçar o interesse pela vaga. Entretanto, temos de tomar cuidado para a quantidade de e-mails enviados, porque pode parecer um candidato irritante ou desesperado. Mas se tivermos outra visão e não fizermos nada, ficarmos estagnados esperando a empresa retornar e pode parecer também falta de interesse por parte do candidato.

Outra característica de fundamental importância é ser simpático, seja por e-mail seja por telefonema, ainda que estejamos irritados com o empregador, pois eles poderão ainda estar selecionando candidatos.

Em alguns casos atentar-se para as redes sociais e interagir com amigos que trabalham ou já trabalharam na empresa para obter notícias sobre o status do processo de seleção pode ajudar. Todavia, outros preferem receber o feedback durante a entrevista, o que não ocorre na maioria das vezes. E após alguns dias, caso o candidato não consiga ter um retorno da empresa, o melhor a se fazer é procurar outro emprego. Sabemos que a rejeição é traumatizante, porém, o melhor é aceitar que você não era o candidato certo para a vaga.

Vale lembrar que não podemos levar para o lado pessoal, pois muitas vezes a vaga tem seus requisitos, salários, carga horária e isso pode significar que ele não tenha as habilidades necessárias. A parte da pós-entrevista não demonstra diretamente a cultura corporativa da companhia e isso poderá ser visto ao se candidatar a outro cargo.

Por Luciana Viturino

Algumas vezes as pessoas esforçam-se para desenvolver ferramentas que melhorem a rotina de trabalho ou deem impulso a projeto, mas esquecem-se de dar feedback justamente aos maiores interessados, ou seja, ao cliente e à empresa. Saiba que isso é um erro, pois pode levar à frustração e à sensação de trabalho perdido no futuro.

Tudo na organização precisa ser feito levando em conta um objetivo final. Os indivíduos podem realizar coisas maravilhosas, mas que infelizmente, não afinam com o que o cliente ou a companhia pretendem. Ao trabalhar em novos procedimentos ou projetos, procure apresentar periodicamente cada etapa concluída a seus superiores e/ou ao cliente. Isso demonstra também seu respeito à opinião deles.

Nunca deixe de saber se está no rumo esperado. Como se diz, “nadar, nadar e depois morrer na praia” é muito desagradável tanto para você como para a empresa.