Falam e cansam-se de falar, contudo a maioria das pesoas insiste em comportamentos inadequados, isso no dia-a-dia e no Ambiente de Trabalho, principalmente.

Nunca devemos levar as pessoas a sério, é verdade, principalmente em se tratando de nós mesmos.

Estou falando que você não deve se levar muito a sério, pois você não é a pessoa mais importante!

É primordial levar em consideração o pensamento das pessoas, não exatamente as suas opiniões. Deve-se ter em grande estima aquilo que as pessoas próximas  pensam (e às vezes, sentem). A partir de uma visão reflexiva, a gente pode tirar conclusões quase acertadas sobre tudo o que ouvimos e, entendemos, não cabendo juízos temerários sobre as coisas e as pessoas, somos seres humanos e, por isso, responsáveis.

Temos, realmente, um grande papel a desempenhar diante daqueles que se acercam de nós e com os quais nos propusemos a conviver. Comportar-se bem, exige mais que mera postura, exige a quebra da mesma e um pouco de coragem para aveturar-se além das conveniências e das aparentes imposições do cotidiano.

Por Lindomar Vieira

Em toda a atividade que lida diretamente com o público, a opinião dos clientes a respeito do produto ou serviço oferecido é fundamental para determinar qual a imagem que o cliente tem a respeito da empresa. Medir o grau de satisfação dos consumidores, é, então, uma ferramenta fundamental para saber o que eles pensam de você.

O cliente é sempre o maior divulgador de uma organização. Por mais que se gaste com mídia de todos os tipos, nada é mais eficiente que a propaganda boca a boca falando bem ou mal de uma companhia. Acompanhar como anda os clientes veem você traz informações preciosas para que ajustes de percurso possam ser feitos. Se a empresa ainda não possui esse tipo de prática, inicie um pequeno piloto você mesmo (claro que com a devida autorização superior) e depois leve os resultados à sua chefia.

Não há nada como a credibilidade que uma organização é capaz de passar a seus consumidores. Esteja sempre consciente de como seu consumidor está enxergando você.

No mundo do trabalho, a reputação de um colaborador é como se fosse seu cartão de visitas. Essa espécie de “diário” profissional conta muita coisa sobre seu modo de agir, pensar e muitas vezes é levada em conta em decisões como uma promoção a um cargo de nível mais alto. Assim, mantê-la inatacável sempre é uma atitude sensata.

O mundo de hoje está repleto de pessoas desonestas, trapaceiras, com falta de princípios. Numa completa inversão de valores, muitos indivíduos perderam a noção do limite entre o certo e o errado, entre o ético e o anti-ético. Quem ainda se mantém íntegro e com uma conduta correta, acaba tendo um diferencial competitivo em relação aos demais. E não é muito difícil ter a imagem arranhada por um pequeno deslize.

As pessoas são lentas para enxergar o que se faz de bom e rápidas para ver o que se faz de mau.

Construa uma reputação de que você possa se orgulhar dentro da empresa e faça o máximo para conservá-la. Isso sempre vale a pena não só de ponto de vista profissional, como também para ter uma consciência sempre limpa.