As perspectivas econômicas para este ano não são lá muito animadoras se considerados os índices alcançados pelo país em 2010. Mesmo assim, investimentos devem ser levados adiante em função da consolidação de dados dos últimos meses, apesar do início do ciclo de aperto monetário instaurado pelo Banco Central (BC).

Com foco em oportunidades de trabalho, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) sancionou valor de R$ 3,5 bilhões em recursos voltados à linhas de financiamento para programas de estímulo à renda e ao emprego. Englobando recursos mais antigos, o total destinado para o intento é de R$ 7,7 bilhões.

O Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) será o responsável por gerir o montante em questão. Neste ano, R$ 13,4 bilhões fazem parte do orçamento do fundo, designados, pois, para políticas encabeçadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Vários setores e modalidades serão abrangidos, vale salientar, entre os quais a infraestrutura, os transportes e a modernização de micro e pequenas empresas nas áreas comerciais e turísticas.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Secom