Uma grande e tradicional empresa do ramo de cobrança está com seleção aberta para vagas abertas em seu quadro de funcionários. As vagas são para cobradores, que irão trabalhar exclusivamente com créditos bancários, com atuação na cidade de Porto Alegre. A empresa não divulgou o número de vagas abertas.

Os candidatos ao cargo devem ser maiores de 18 anos e terem Ensino Médio completo. A companhia dará preferência para candidatos que residam na zona sul de Porto Alegre. A carga horária será de cinco horas por dia, com trabalho de segunda-feira à sexta-feira. A empresa oferece ainda remuneração atrativa.

Os interessados devem encaminhar currículos para rhcurriculos8@gmail.com, ou ainda entrar e contato pelo telefone 3287-7000.

Por R.D.

Todas as organizações possuem ou, pelo menos, deveriam possuir, procedimentos internos sistematizados para a execução de atividades. Com o passar o tempo, é essencial rever esses procedimentos para adaptá-los às dificuldades encontradas em sua execução.

Muito poucas coisas no mundo permanecem imutáveis. A maneira de se trabalhar numa organização não é diferente. A prática ensina que é necessário acrescentar ou suprimir etapas no “modus operandi” de como as coisas são feitas no trabalho. Ter receio de fazer mudanças é condenar um procedimento a se tornar obsoleto e ineficaz. E essas mudanças precisam ser discutidas e aprovadas por todos aqueles diretamente envolvidos.

Repensar normas internas, regulamentos e procedimentos operacionais padrão é demonstração de pró-atividade e inteligência. É o modo mais sensato de reagir às alterações que ocorrem no mundo que o rodeia.

No trabalho, as cobranças são inevitáveis. Todos estão sempre exigindo algo uns dos outros. Isso é bastante normal, mas muitas vezes demandar demais dos semelhantes pode ser falta de se colocar no lugar deles.

Tentar vivenciar o que as outras pessoas passam é importante não só na empresa como na vida. Todos tem seus fardos para carregar. Muitas vezes exigências excessivas nascem da incapacidade de perceber as coisas pelas quais as outras pessoas passam. A compreensão das mazelas alheias é parte daquilo que torna os seres humanos diferentes. É necessário ter sensibilidade para não cobrar dos outros mais do que a si próprio, pois isso na maior parte dos casos acaba sobrecarregando as pessoas.

Aprenda a vivenciar aquilo que seus colegas de trabalho sofrem. Assim você demonstrará que não é feito de “ferro” e que não é melhor nem pior do que eles.