Algumas profissões estarão em alta no ano que vem e trarão mais possibilidades aos profissionais.

Quer saber quais são as carreiras mais promissoras para 2017? Leia este post e fique por dentro das profissões que serão as mais cotadas e bem pagas no próximo ano.

Profissionais da Tecnologia da Informação: uma área extremamente em alta, devido ao uso de diversas atividades, com o e-commerce, surgimento de muitas start-ups, empresas de tecnologia, um segmento que só tende a crescer, oferecendo ótimos salários.

Profissões: Desenvolvedor e Programador, Analista / Técnico de Suporte, graduados em Ciências da Computação, Sistema de Informação, Engenharia de Software e Gestão em Tecnologia da Informação.

Profissionais da área de vendas: bons vendedores estão sempre sendo contratados, mas para isso é preciso dominar as técnicas de venda, comércio e marketing.

Profissões: profissionais com formação em Publicidade e Propaganda, Gestão de Comércio, Marketing e Vendas.

Profissionais da área de saúde: as questões que envolvem saúde estão sempre em alta no mercado, independente de crise financeira. Profissionais da saúde são sempre requisitados, em postos, hospitais, clínicas, particulares ou públicas. Além disso, muitas regiões do Brasil são carentes desses profissionais.

Profissões: Profissionais formados em Enfermagem, Medicina e Técnico em enfermagem.

Profissionais da área de agronegócios: atualmente representa 20% do PIB (Produto Interno Bruto) do país e a tendência é que nos próximos anos esses negócios crescem mais, gerando muitos empregos.

Profissionais da área: Graduados em cursos de Agronegócios, oferecidos atualmente pela Universidade de Brasília (UnB) e pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), ou Agronomia com especialidade em Agronegócio, Administração com especialidade em Agronegócio, ou ainda Tecnologia em Agronegócio.

Setor Financeiro e de seguros: em momentos de crise econômica no país, a demanda de serviços bancários aumenta significativamente e esse segmento ganha força, de forma que novos profissionais sejam necessários.

Profissionais da área: Graduados em Gestão Financeira e Ciências Econômicas.

Dessa forma, se você já possui formação em uma dessas áreas, não perca tempo e envie seu currículo para empresas da sua área. Agora, se você ainda não escolheu uma profissão, baseie-se no que você leu e escolha uma profissão que seja promissora, mas que tenha a ver com o seu estilo e entre 2017 fazendo o que você gosta.

Por Sirlene Montes

Você já reparou que temos milhares de profissionais de diversas áreas, porém, apenas uma ínfima quantidade consegue realmente ter sucesso naquilo que faz? É por isso que vou te dar algumas dicas a você que pretende ser bem sucedido na área em que exerce e fazer a diferença no seu setor. Continue lendo e confira as dicas.

A primeira coisa que você precisa fazer é um planejamento daquilo que deseja seguir e cumprir a risca o seu objetivo. Atualize-se constantemente e faça todo tipo de curso que a sua área exigir. Não deixe que outro profissional passe a sua frente se atualizando. Você precisa ter conhecimento, pois é essa bagagem que vai fazer de você um grande profissional.

Em seguida atente-se para o seu bem-estar, seja físico, seja emocional, você precisa estar bem e motivado para aquilo que deseja seguir. Cuide do seu condicionamento físico e de sua alimentação. Outro fator de suma importância é o psicológico. Os seus pensamentos o levarão onde você deseja e por isso, tome bastante cuidado com aqueles pensamentos negativos que tentam afastar você da sua meta. Livre-se também de pessoas negativas, pois a convivência com tais pessoas também fará com que você tenha alguns hábitos destrutíveis.

Diariamente alimente o seu sonho, imagine-se no topo. Tenha uns poucos minutos só para você e faça uma autoavaliação. Diga mentalmente que vai conseguir, que você está batalhando pelo seu progresso, que você já é um vencedor.

Essas etapas são muito importantes, pois muitas pessoas que conheço trabalham arduamente e sequer tiram um tempo diário para ficar só e avaliar como está sendo o dia. Aprenda a trabalhar em equipe e a motivar outras pessoas. Isso nos trará novas amizades e nos sentiremos amados ao perceber que pudemos ajudar outra pessoa a conseguir o que queria. A caridade é um dom fantástico que nos coloca para cima.

Aproveite o dia!

Por Luciana Viturino

A cada dia que passa, percebe-se que o mercado de trabalho exige mais dos candidatos. Uma boa qualificação e o domínio do inglês, antes eram considerados um grande diferencial.  

Mas hoje em dia, isso já não basta para conseguir uma vaga de liderança dentro das grandes empresas. Agora, elas já estão exigindo que o candidato domine uma terceira língua.

"O inglês atualmente já virou uma simples exigência. Então para se destacar diante dos outros candidatos, a pessoa tem que ter, além de atitude, experiência e um bom conhecimento técnico, o entendimento (pelo menos intermediário), em qualquer outra língua (seja espanhol, alemão ou japonês)", garante Adriana Hornatiuk, analista de RH.

Quem já tem um emprego, dominar um terceiro idioma pode ser primordial também na hora de conseguir uma boa promoção.

Por Thais Cortez

Muitas pessoas perdem oportunidades preciosas em suas vidas por não possuírem auto-confiança. São chances em relacionamentos, na família, no emprego, e que podem impactar fortemente no seu futuro.

Motive-se a tentar realizar cada um dos seus sonhos. Você é capaz! É só querer…

Uma atitude sua hoje, pode mudar todo o rumo de sua história. Faça acontecer. Seja você mesmo. E, principalmente, acredite em você e em seu potencial.

Não é pequeno o número de pessoas que não trabalha satisfeita no ramo em que está. Muitas vezes por circunstâncias da vida, os indivíduos acabam caindo num setor que não corresponde às suas habilidades ou desejos. Mas é possível mudar, bastam coragem e esforço.

São inúmeras histórias de sucesso de pessoas que se sentiam frustradas nas atividades que desempenhavam e foram atrás de novos horizontes. O primeiro passo é sempre ter atitude. Aprender coisas novas, qualificar-se, olhar em volta e perceber do que o mercado necessita. Depois, definir um foco e perseguir o objetivo com o máximo de empenho possível. A única coisa que não pode faltar é vontade de vencer, de inovar, de fazer diferente.

Não deixe que o comodismo faça com que você leve uma vida profissional que não lhe traga satisfação pessoal. Se seu trabalho não lhe agrada, vá em busca de outro que seja capaz de preencher suas expectativas.

Com o aumento da complexidade das atividades econômicas, as empresas passaram a exigir dos colaboradores múltiplas habilidades. É preciso saber um pouco de tudo, e estar preparado para situações inesperadas e para o improviso.

O mercado de trabalho está numa fase em que ser especializado demais em uma única área já não corresponde às expectativas das organizações. São cobradas habilidades de liderança, gerenciamento e planejamento. Um bom funcionário que é competente exclusivamente na parte técnica já começa a perder terreno para aqueles que agregaram competências extras.

Comece a sair da “zona de conforto” do seu saber técnico-científico e corra atrás daquilo que a empresa espera de você num universo mais amplo.

Muitas empresas oferecem o cadastro de seu currículo mediante o pagamento de taxas mensais, que muitas vezes são salgadas, e não cabem em seu orçamento.

E se você pudesse cadastrar seu currículo de forma totalmente gratuita ?

É examente isso que o site Vaguinha vem propor. Nele, qualquer pessoa pode cadastrar seu curriculo gratuitamente, sem a necessidade pagar qualquer tipo de taxa. Além disso, o usuário pode a qualquer momento fazer alterações em seu currículo, o que torna as informações divulgadas sempre atuais.

Se você está procurando uma recolocação profissional, o site Vaguinha certamente pode tentar lhe ajudar. Para acessá-lo, basta clicar aqui.

Uma dica interessante é que para as empresas, também é possível realizar o cadastro de vagas de emprego gratuitamente através do mesmo site.

Todo ser humano tem necessidade de ser reconhecido pelo que faz. Quando isso não acontece ou acontece em menor proporção do que as pessoas esperam, surgem o descontentamento, a inveja (em relação aos que foram reconhecidos) e por fim os conflitos. Isso é muito comum numa equipe de trabalho.

Uma boa parte dos indivíduos não tem uma auto-estima num nível tão elevado a ponto de reconhecerem por si mesmos de que estão fazendo um bom trabalho. Eles contam com o aval de seus superiores para terem certeza de que estão no caminho certo. Com o objetivo de chamar a atenção para esta situação, eles inventam conflitos por coisas banais, mas que no fundo são o reflexo de um ego insatisfeito. Nessa hora, o líder de equipe deve estar muito atento para acalmar os ânimos e colocar as coisas nos seus devidos lugares.

Aprenda a identificar as reais causas de conflito em sua equipe de trabalho. Procure disciplinar e “massagear” os egos para fazer a poeira baixar sempre que necessário.

Muitas organizações, especialmente as maiores, tem políticas de desenvolvimento voltadas ao aperfeiçoamento contínuo de seus colaboradores. São participações no custeio de cursos de pós-graduação, atualização e de idiomas. Há também iniciativas internas, focadas em reconhecer e desenvolver talentos.

Para uma empresa, não há nada melhor do que buscar pessoas competentes dentro de seus próprios quadros. Isso evita custos com seleção de novo pessoal. Além disso, valorizar o público interno gera um clima de satisfação entre os funcionários, o que pode refletir em produção maior e melhor. Aproveitar as oportunidades que a empresa oferece para que você se desenvolva é uma atitude muito inteligente, pois lhe abre um mundo de possibilidades de crescimento.

Seja pró-ativo e agarre com unhas e dentes qualquer chance de aquisição de conhecimento que a empresa lhe proporcione. Você certamente colherá os bons frutos disso no futuro.

Ninguém tem vida eterna dentro de uma empresa. Especialmente as pessoas que ocupam cargos de direção, uma hora ou outra, podem deixar suas posições ou porque são promovidas, ou recebem propostas mais interessantes de outras organizaçãos ou mesmo porque se aposentam. Identificar talentos que possam substituí-lo dentro de sua equipe é sempre uma boa pedida.

Em todos os grupos de trabalho existem pessoas que se destacam. São aquelas mais pró-ativas, compremetidas, que estão sempre fazendo a diferença. Determinar quem são esses indivíduos é um exercício constante de observação.

Prepará-los para assumir sua posição mais para frente significa repassar conhecimentos, informações e principalmente, experiência para o enfrentamento de problemas.

Faça a seleção dos “prodígios” de sua equipe e invista neles. O legado deixado por você através dessa pessoa será com certeza lembrado por muito tempo.

Em toda organização acontecem incidentes dos quais ninguém gosta de se lembrar. Clientes perdidos, problemas entre funcionários, contratos não fechados. Alguns aprendem com os acontecimentos e se voltam para futuro. Já outros, insistem em ficar revivendo as experiências negativas.

Prender-se a um passado que não pode ser alterado não ajuda a se desenvolver profissionalmente. É preciso tirar lições do que não deu certo e usá-las para se aperfeiçoar sempre. Assumir os erros é importante, mas passado o período de avaliação das consequências deles, a atitude mais inteligente é esquecer e ir adiante. Não há mais espaço hoje em dia para ficar perdendo tempo com o que já se foi.

Pare de resgatar o passado. Quem vive de passado é museu.

Use a experiência que você adquiriu com ele e construa um futuro de oportunidades.

A mão-de-obra dos estagiários adquiriu uma importância tão grande atualmente, que até mesmo uma lei foi aprovada garantido alguns direitos para esses profissionais. Na busca de qualificação essas pessoas ajudam e muito no dia-a-dia das empresas. Os estágios podem ser o passaporte para uma efetivação.

Com o aumento da necessidade de mão-de-obra, muitas organizações tem recorrido ao trabalho dos estagiários.

Pequenas, médias e grandes empresas estão dispondo dos serviços prestados por eles. Aos estagiários, cabe tirar o máximo de proveito possível dessa oportunidade. É preciso estar preparado para aprender tudo o que puder, já que essa pró-atividade é levada em conta no momento de uma contratação como efetivo. Procure conhecer bastante sobre todas as suas tarefas e também sobre a empresa como um todo.

Quanto mais comprometido você estiver, melhores serão suas chances de ser contratado como funcionário definitivo.

Seja esperto e não desperdice as chances que um estágio pode lhe proporcionar. Você verá que sua dedicação trará bons frutos.

Você já está há algum tempo em um emprego. Você procura fazer tudo certo e em linhas gerais está correspondendo àquilo que esperam de você. Mas sua vontade é crescer, ser promovido, galgar degraus mais altos. Isso acaba gerando ansiedade e algumas vezes frustração. Mas saiba que uma carreira de sucesso é uma combinação de esforço, dinamismo e sobretudo de experiência.

Ninguém consegue um lugar ao sol por um passe de mágica. É preciso aproveitar oportunidades, demonstrar competências e muitas vezes, dar tempo ao tempo.

O reconhecimento da capacidade de uma pessoa para crescer depende de muitos fatores dentro da empresa, como a postura dos superiores hierárquicos, do plano de carreira, caso ele exista, e também da cultura geral da organização. A associação dessas variáveis é que determina se você poderá alcançar um posto mais alto ou não.

Faça sua parte e não se desestimule se os outros não estão reconhecendo isso no momento. Uma hora ou outra alguém pode acabar reconhecendo seu brilho e você verá que sua dedicação valeu a pena.

Você desempenhou um bom trabalho e foi reconhecido pela empresa. Vai chefiar o setor no qual já trabalha. Então, surge a dúvida: como se comportar em relação a seus colegas, já que agora você é o superior hierárquico deles? A resposta para essa pergunta não é tão simples.

Nas organizações é normal que alguns indivíduos se sobressaiam mais do que os outros e tenham seu desempenho premiado com um cargo melhor. Esse fato pode gerar inveja em pessoas menos maduras e algumas vezes, problemas como desunião e falta de colaboração na equipe. A maneira mais equilibrada de encarar a situação é agir normalmente, tratando todos como antes, mas deixando claro que o foco deve estar nos objetivos da companhia.

A relação de amizade e companheirismo pode permanecer, sem que venha a prejudicar o andamento do trabalho.

Use em seu favor a boa relação que você tem com os seus agora “subordinados”. Ela pode ser a receita para construir um departamento de sucesso.

Você tem um emprego fixo, mas ele não atende às necessidades e desejos que você tem? A crise está instalada e pode ser difícil arranjar uma colocação que pague melhor. Saiba que certos trabalhos podem ser feitos em seus horários extra-jornada e podem lhe render um adicional. São os freelances.

Freenlances são trabalhos de prestação de serviços temporários em que se ganha por produção ou por empreitada. Geralmente o valor é acertado já no início e recebe-se no término dele.

Certos ramos de atividade recorrem constantemente aos freelancers, pois a carga de trabalho excede a capacidade dos funcionários fixos. Quem está atento a esse mercado pode colher bons lucros.

Ficou animado?

Então estabeleça contatos, preste bons serviços de freelance e logo você estará com mais uma fonte de recursos para quem sabe poder realizar aqueles pequenos sonhos que você sempre teve.

Todo profissional traz dentro de si o desejo de progredir na carreira. Esse progresso depende de vários fatores, mas principalmente do próprio indivíduo. Uma carreira bem planejada e gerida de maneira inteligente traz uma possibilidade maior de ascenção. É preciso, muitas vezes, ousar e tomar decisões na hora certa.

Em muitas empresas, os profissionais são reconhecidos pelo seu desempenho e recebem promoções de cargo e reconhecimento salarial. Já em outras, por mais que as pessoas se esforcem, elas permanecem na mesma posição, ou por falta de visão da empresa ou porque a estrutura dela não permite um crescimento além do ponto já atingido.

Em ambas as situações, o profissional que tem as rédeas da própria carreira é capaz de perceber seu próprio valor e planejar uma mudança de emprego que lhe proporcione a evolução e a satisfação pessoal que ele merece.

Mantenha-se atualizado, envie currículos, fique atento às oportunidades que o mercado coloca à disposição. Quase sempre, essa estagnação de que você tanto reclama pode acabar mais rápido do que você imagina. Então, faça sua parte e torne-se visível no mercado.

Você se defronta com uma reestruturação na empresa. Você vai mudar de cargo. É uma função que você nunca exerceu. Qual sua atitude? Morre de medo, para de dormir à noite e arranca os cabelos? Ou aceita o desafio de cabeça erguida, fazendo de tudo para se adaptar rapidamente?

A mudança faz parte da vida. E para ser vencedor é preciso estar preparado para mudar. O mercado de trabalho valoriza os fortes e os vencedores. Os fracos e derrotados são colocados de lado. Forte é quem aceita os desafios sem esmorecer. Vencedor é quem tem uma atitude positiva mesmo no momento mais negativo.

Seja um vencedor e um forte na tempestade ou na bonança. Encare as lutas de frente. Só vence quem dá a cara pra bater. Porque o sucesso só sorri para aqueles que lutam até o fim.

Procurar emprego é sempre uma situação de ansiedade. Distribuir currículos, preencher cadastros, conversar com pessoas. Muitas vezes é um processo que se prolonga por um tempo maior do que desejaríamos. Mas será que talvez você não esteja batendo nas portas erradas?

O mundo do trabalho no século XXI é muito dinâmico. A instabilidade reina e os setores que mais empregam mudam rapidamente. Quem sabe o setor em que você trabalhou até o último emprego não esteja em crise agora? Talvez seja improdutivo “gastar munição” batendo sempre nas mesmas portas. A coragem de mudar de ramo de atividade é fundamental para abreviar longos períodos na busca de emprego.

Tenha ousadia para bater em portas diferentes. Pode ser que uma delas se abra e você acabe tendo uma história de sucesso.

Profissionais de diversas áreas têm se voltado nos últimos ramos para um segmento em plena expansão: a consultoria. Ela consiste em vender “conhecimento” para pessoas ou empresas e cobrar por isso. Conforme a complexidade da consultoria prestada, ela pode ser bastante lucrativa.

Para dar consultoria a uma empresa ou a uma pessoa é preciso antes de tudo realmente ter uma larga experiência no ramo. O conhecimento sobre tudo aquilo que envolve aquele setor deve ser amplo. Também é preciso ter vivido na prática todas as situações que venham a aparecer dentro das empresas para as quais se vai prestar o serviço. Não adianta inventar estratégias mirabolantes que não tragam resultados. Quem contrata os serviços quer ver retorno.

Consultorias bem prestadas trazem resultados duplos: o cliente fica satisfeito porque a empresa melhorou e o consultor fica contente porque recebe um bom dinheiro em troca. É o tipo de relação na qual todos ganham.

O mercado de trabalho em nossos dias é muito dinâmico. Em tempos de crise mundial e demissões, o desemprego é um fantasma que está sempre rondando. Trabalhar por conta própria pode ser a saída para quem está sem rumo.

O trabalho autônomo e informal é uma realidade forte no Brasil. Pelo alto custo de contratação de pessoas, pela falta de qualificação do trabalhador ou opção própria, os profissionais informais e autônomos ganham cada vez mais espaço.

O ramo de vendas e o de prestação de serviços são os que mais empregam autônomos e informais. Um cuidado com o mercado informal é garantir reservas financeiras para acidentes de percurso, como doenças ou despesas extras, já que o informal ou autônomo não tem direito à assistência do INSS caso não recolham a contribuição.

Trabalhar na informalidade ou autonomamente pode ser uma experiência muito válida, basta ter disciplina para cuidar de tudo por conta própria.