A SEEK RH atua no mercado de recursos humanos desde 1996, realizando relações de parceria com diversas organizações. Atua no recrutamento e seleção de profissionais efetivos e temporários, além de trabalhar na área de estágios.

A sede da empresa localiza-se no centro de Porto Alegre, na rua dos Andradas, 1234, telefone (51)3221-9913.

No site da empresa é possível consultar oportunidades em várias áreas: no momento há vagas para analista de logística, assessor comercial, coordenador de manutenção, engenheiro de manufatura, executivo de vendas, supervisor fiscal, projetista de engenharia civil, estágio de engenharia elétrica, secretária de diretoria, técnico eletrônico, dentre outras.

Através do endereço www.seekrh.com.br é possível fazer o cadastro gratuito de currículos. Boa sorte!

Por Cris Keller

Dependendo da função que um indivíduo exerça em uma empresa, ele pode acabar sendo obrigado a se ausentar de sua cidade. Conforme a frequência com que esse fato ocorra, a rotina diária pode se alterar demais e a pessoa terminar levando uma vida muito desregrada.

Quem viaja a trabalho, via de regra, precisa se hospedar em hotéis, comer em restaurantes diferentes a cada dia, andar de ônibus ou de avião com regularidade. Todas essas atividades tem impacto sobre a parte física e emocional do indivíduo. Assim, o colaborador que passa por isso deve procurar manter uma rotina mínima, não abandonando hábitos que teria se estivesse desempenhando suas funções em sua própria cidade. Isso inclui: horários de refeições, para dormir e acordar e se possível, também para exercícios físicos.

Viajar a trabalho é sempre uma experiência enriquecedora do ponto de vista pessoal e profissional, mas ela não precisa virar sua vida diária de cabeça para baixo.

Uma funcionária de um grande banco estatal chega em casa e se depara com uma cena tocante: sua filha pequena já balbucia a palavra “mamãe”. Só que essa palavra tão terna está sendo dirigida à babá, que toma conta da menininha diariamente. O trabalho é uma parte fundamental da vida de qualquer pessoa, mas quando ele passa a interferir em relações familiares fundamentais, é preciso ligar o sinal de alerta.

É na família que se nasce, cresce-se, amadurece-se e se aprende o essencial para ter uma vida feliz. Nada pode compensar a convivência familiar, nem o dinheiro e nem um cargo de prestígio. Se você está perdendo momentos inesquecíveis da vida de sua esposa ou de seus filhos por causa da carga de trabalho que é obrigado a suportar, talvez seja a hora de rever conceitos. Os empregos podem ser passageiros, mas família é para sempre.

Não renuncie à dádiva de estar presente ativamente na vida de seus filhos por causa do trabalho. Aprenda a conciliar suas atividades com os momentos em família, e não sofra depois o triste arrependimento de não ter dado atenção a essas questões na hora certa.

No mundo contemporâneo, as informações são produzidas e repassadas numa velocidade cada vez maior. No mundo do trabalho, são uma série de detalhes, números e compromissos que, muitas vezes, não ficam armezenados na memória.

Para evitar esquecimentos e transtornos, uma boa medida é manter uma agenda, seja ela em papel ou eletrônica, como um auxílio para se lembrar de tudo aquilo que é importante.

Por mais coisas que a cabeça consiga armazenar, é bom não confiar 100% nela. A correria e o estresse do dia a dia podem fazer com que algo acabe escapando. Uma agenda bem estruturada que contenha o básico dos seus compromissos e os detalhes relacionados a eles torna a rotina mais fácil e evita surpresas desagradáveis.

Acostume-se a manter um registro escrito de suas atividades futuras. Isso o ajudará a diminuir um pouco a tensão em seu dia a dia e trará um alívio na carga de informações que sua memória precisa guardar.

Você tem feito muitas horas extras? Se a resposta for sim, é possível que você e a empresa onde você trabalha estejam tendo um problema. O trabalho adicional foi instituído para suprir carências eventuais da jornada normal, e não para se tornar um hábito.

Além de acabarem esgotando os colaboradores com o tempo, as horas extras saem muito caro para as organizações. Se remuneradas, o custo é financeiro é alto. Se compensadas com folgas, elas exigem uma intrincado planejamento para que nenhum setor fique desguarnecido. Também é preciso estar atento para que evitar que colaboradores “forjem” horas extras apenas visando a um aumento de remuneração.

Trabalhe junto com o RH da sua empresa para evitar ao máximo que se recorra à extensão de jornada. Com um mínimo de estratégia é possível dar conta de todas as atividades sem ter que ficar “esticando” o expediente.

Na era da conectividade, a Internet e o e-mail tornaram-se meios de comunicação extremamente difundidos. Com a informatização avassaladora das empresas, eles também estão presentes no trabalho quase que o tempo todo. Mas quanto tempo será que seu e-mail particular tem tomado de você por dia?

Mensagens de auto-ajuda, piadas, correntes, “lendas urbanas”; todos esses tipos de mensagens eletrônicas são como uma verdadeira avalanche na caixa de correio eletrônico das pessoas. Conforme o volume de e-mails recebidos, se o indivíduo for dar atenção a cada um deles, não se trabalha mais.

É preciso ter consciência disso e selecionar para leitura realmente apenas aquelas mensagens mais importantes. O destino das demais deve ser a “lixeira”. Além disso, o e-mail corporativo sempre deve ter leitura prioritária.

Não abuse da liberdade de ler mensagens eletrônicas particulares dentro da empresa, ou muito provavelmente essa regalia poderá, mais cedo ou mais tarde, ser tirada de você.