Jovens selecionam mais as empresas onde querem trabalhar



  

Jovens estão mais seletivos e críticos no momento de escolher as empresas onde desejam trabalhar. Empresas que apresentam a possibilidade de um desenvolvimento acelerado são as mais interessantes aos jovens profissionais.

Cada vez mais os jovens estão seletivos quanto às empresas em que querem trabalhar e essa estratégia vem dando certo para que sejam aprovados nos processos seletivos das empresas em que desejam trabalhar. Os jovens têm diminuído as inscrições em processos seletivos, para focar melhor naquelas que realmente desejam, e assim, sem a chance de ser generalizado durante as etapas do processo seletivo, aumentam suas chances de contratação. Se antes os jovens se inscreviam em 10 ou 15 processos seletivos atualmente focam em dois ou três específicos.

Os jovens também estão mais críticos: dentre as principais reclamações dos candidatos em processos seletivos, está a falta de feedback das empresas. Eles desejam mais informações sobre si mesmos, sobre a empresa em que desejam trabalhar e como é o cotidiano de trabalho nesta empresa. Com tanta demanda por informação, as empresas estão investindo cada vez mais em comunicação para mostrar a esses jovens de forma mais transparente o ambiente interno da empresa.

Veja também:  Principais motivos para o pedido de demissão

Algumas empresas estimulam os jovens que já são seus funcionários a postarem fotos em redes sociais sobre seu cotidiano de trabalho. Dessa forma, deixam bem claro para os possíveis candidatos, como é o ambiente de trabalho. Ao invés de só utilizar propagandas publicitárias, as empresas têm investido em mostrar a realidade de trabalho, para atrair cada vez mais candidatos certos.





Outra característica muito valorizada pelos jovens são os programas criativos, que deixem claro que a empresa tem um caráter inovador. O jovem de hoje em dia quer um ambiente de trabalho que valorize suas ideias e seu potencial criativo.

Mas definitivamente, o que atrai os candidatos mais jovens é a possibilidade de um desenvolvimento acelerado.  Numa pesquisa realizada pela empresa Seja Trainee, 68% dos jovens indicaram essa opção como a mais valorizada quando pensam em se inscrever para um processo seletivo em uma empresa. Em seguida aparece a possibilidade de passar em diferentes áreas da empresa, que alcançou 41% das respostas dos jovens. A remuneração aparece no oitavo lugar, dentre as respostas, com 17%. O que mostra que o jovem atual busca muito mais que dinheiro, mas uma realização, reconhecimento e crescimento no ambiente de trabalho.

Veja também:  Dicas para voltar ao trabalho após as festas de final de ano

Fazer história também pode ser citado como um interesse dos jovens. Boa parte deles pretende, a médio prazo, chegar a um cargo de liderança para que sua marca pessoal esteja aliada à história da empresa.

Por Patrícia Generoso



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *