Saiba dizer NÃO no ambiente de trabalho



  

É preciso ter discernimento para saber quando dizer Não no ambiente de trabalho. Algumas situações devem ser bem analisadas antes.

No ambiente de trabalho, geralmente é bem mais fácil dizer “sim” ou concordar com as pessoas do que dizer “não”. Sabemos que responder positivamente ou concordar com algo que no fundo não é passível de acordo revela uma das nossas facetas mais evidentes: somos dotados da capacidade estranha de fingir. Fingimos estar bem, quando não estamos; fingimos gostar quando não gostamos; fingimos amar quando sequer suportamos o próximo; fingimos até mesmo parecer, quando parecemos fingir.  

Mas o fato é que necessitamos cada vez mais exercitar nas relações de trabalho aquele importantíssimo dom, que é o de saber dizer NÃO. Ou pelo menos tentar dizê-lo nos momentos em que mais se precisa.   

Não se trata de uma tarefa confortável, ainda mais quando nos receamos muito em deixar uma má impressão nas pessoas.  Contudo, entre permanecer acobertando para nós mesmos o nosso lado “menos gentil” e ser sincero conosco e com os outros, a preferência mais acertada é pela última opção. Afinal, aprender a equilibrar a nossa franqueza nas relações interpessoais é uma grande oportunidade que temos de ser mais éticos.   

Veja também:  Dicas para conquista de um novo emprego

Como fazer para dizer “não”, então?  





A primeira dica é aprender a dizer não para os seus superiores imediatos. Sabe aquele momento em que um dos seus chefes insiste em querer que você trabalhe no fim de semana?  Use essa oportunidade para convencê-lo de que seu fim de semana estará preenchido com afazeres inadiáveis, como por exemplo, visitar a mãe, fazer aquele passeio já prometido há semanas para a esposa ou os filhos. O objetivo aqui não é simplesmente inventar mentiras para não fazer horas extras, mas aprender a aproveitar e valorizar seus momentos de folga.

A segunda orientação está direcionada para aquelesprofissionais aos quais certos colegas insistem em pedir favores, tais como trocas de turnos e trocas de folgas. A mesma estratégia anterior ainda é válida: o trabalhador pode alegar que está estudando para um concurso, por exemplo, em um cursinho, ou mesmo que já tinha compromissos programados para aquele dia ou folga, junto com a família. O problema nesse caso é que determinadas negativas entre colegas de trabalho acabam se tornando muitas vezes um “tiro no pé”, pois um dia quem precisará de certos favores será a pessoa que disse “não”. Portanto, aja com prudência quando precisar dizer que não pode atender ao pedido.  Por isso, não se deve abusar dos subterfúgios. A melhor forma de contornar isso é falando a verdade.   

Veja também:  Dicas para ir Bem na Entrevista de Emprego

Em terceiro e último lugar, é preciso conhecer com relativa precisão para qual tipo de colega de trabalho estamos dizendo “não”. Não seja ingrato com companheiros que já lhe ajudaram em momentos  de apuros. Há pessoas, por exemplo, que indicam outras para ocupar vagas de empregos, mas quando aquelas precisam daquelas que foram ajudadas, recebem um NÃO desconsolador! Saiba reconhecer o valor que as pessoas têm ou não têm para a sua vida. Saiba também que o “não” não deve ser a única resposta que sai de sua boca, sob pena de se acabar adquirindo uma imagem negativa que com certeza lhe prejudicará lá na frente.

Veja também:  CPAT/ Sine de Campinas (SP) anuncia novas vagas

Por Alberto Vicente



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *