Importância da resiliência no ambiente profissional



  

Ser resiliente significa encarar o problema de frente, com confiança, tirando os ensinamentos positivos dele.

Competitividade, instabilidade econômica e tantas cobranças no ambiente de trabalho fazem com que o emocional dos profissionais seja testado a todo momento. Por isso, uma competência tem sido cada vez mais cobrada no meio organizacional: a resiliência. Você sabe o que significa esta palavra?

Um profissional resiliente é aquele que identifica o problema, encarando de frente a situação com confiança. É aquele que tem uma postura proativa diante das dificuldades, e consegue ainda  se fortalecer a partir das experiências vividas nesses momentos de crise. Alguns comparam a resiliência a uma mola: o profissional é pressionado e dali tira o impulso para crescer profissionalmente. 

Veja também:  Principais motivos para o pedido de demissão

A coisa mais importante atualmente no mercado é obter bons resultados, e por isso o profissional resiliente é tão procurado. Conseguir fazer “mais com menos”, explorar diferentes possibilidades para solucionar um mesmo problema e estar sempre antenado com os acontecimentos da empresa fazem com que o profissional seja uma peça essencial para a empresa. Por esses motivos a resiliência tem sido uma das maiores exigências nas seleções de emprego.





Um profissional que foca não no problema, mas na resolução deste, e põe a mão na massa para que esta solução seja viável, com certeza vai ser muito mais valorizado do que os demais. É preciso estar atento para desenvolver essa capacidade.

Veja também:  Caio Induscar abre vagas de emprego

Se você tem dúvidas se é um profissional com esse perfil, basta analisar sua postura diante de problemas. Se você se abala diante deles e não consegue trabalhar para sair da situação difícil precisa ainda trabalhar essa qualidade profissional.  Ser um profissional resiliente não é difícil, é questão de boa vontade e de entrega ao trabalho.

Algumas características devem ser trabalhadas para que você se torne um profissional resiliente, como a sociabilidade, a reflexão, o otimismo e a independência, mas o maior formador de um perfil resiliente ainda é a experiência: passar por momentos de crise, tirando o melhor proveito desses momentos.

Por Patrícia Generoso



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *