Negros sofrem com desigualdade racial no mercado de trabalho



Uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) aponta que a realidade do mercado de trabalho ainda é discriminatória, principalmente no contexto racial. Segundo os economistas, os negros são a minoria entre os trabalhadores que possuem melhor remuneração e condições de trabalho mais favoráveis. Apenas 43% dos trabalhadores com registro formal são negros.





Em contrapartida, os setores que exigem maior jornada de trabalho e força física, com menor proteção previdenciária estão com a maioria dos trabalhadores negros. Sem carteira assinada, eles totalizam 55,3%.

De acordo com os pesquisadores, a razão vem de uma situação que se repete, formando um círculo vicioso iniciado pelo menor número de negros na escola, que reduzem sua entrada no ensino superior e técnico, consequentemente, afastando o negro de um plano profissional mais seguro e melhor remunerado.

3 comentários em “Negros sofrem com desigualdade racial no mercado de trabalho

  1. Viviane Almeida Silva · Editar

    Venho por meio desta, solicitar uma vaga na função que estiver disponivel, tenho disponibilidade de horários, sou dinâmica, adapto-me facilmente aqualquer situação.
    Desde já sou muito grata.

  2. Isaque Soares André · Editar

    Infelizmente isto prova ainda a existência da desigualdade social numa sociedade branca onde o negro no inicio da sua vida é criado sem perspectivas de crescimento automaticamente anestesiado e com poucas ou nenhuma possibilidade de reação.Depois de envelhecido, encontra as maiores dificuldades da sua vida as vezes para conseguir a vaga por mais simples que seja, enquanto não retirarmos da nossa cabeça essa visão de que negro é incapaz essa diferença evidente vai existir e acabar com sonhos de muitas pessoas.

Faça um Comentário